MÉDICOS MILITARES RUSSOS RECEBERÃO AINDA ESTE ANO DOIS NOVOS VEÍCULOS BLINDADOS

Modelos podem suportar tiros de fuzis de precisão de grande calibre e passar por cima de minas para evacuar soldados feridos no campo de batalha.

Os médicos militares da Rússia receberão ainda este ano dois novos veículos blindados, Lens e Strela, que também serão vendidos ao exterior após sua estreia no fórum Army-2021.

Lens

A empresa Remdiesel venceu a licitação do Ministério da Defesa para a criação de um novo veículo médico em 2016. Neste ano, foi apresentado o modelo Lens sobre plataforma 4×4 com maior proteção contra minas, que já é utilizada em outros veículos militares Tiger, Typhoon e Scorpion.

“O Lens foi desenvolvido com a participação do Ministério da Defesa e dos médicos militares”, diz o designer-chefe da Remdiesel, Ígor Zarákhovitch.


A empresa criou duas versões da ambulância blindada. A primeira é um veículo de transporte ambulatorial clássico projetado para pesquisar, coletar e evacuar soldados feridos diretamente do campo de batalha. O módulo possui seis assentos dobráveis para feridos. A segunda versão é um veículo para transporte de equipamentos médicos e barracas para implantar centros médicos.

Segundo Zarákhovitch, o veículo também é equipado com dispositivos especiais para retirar os feridos dos tanques, macas para transportar pessoas com lesões vertebrais e suspensão hidropneumática adaptativa para um movimento mais sutil em campos de treinamento militar.

“Uma das principais vantagens do Lens é a proteção circular de 3ª classe. Tem a mesma blindagem que os veículos militares Typhoon, Tiger e Scorpion, que protege a tripulação e os feridos do fogo de armas leves e também oferece proteção aprimorada contra minas. A maior distância em relação ao solo e a base em forma de V dissipam com eficácia a energia da explosão e desviam os fragmentos para as laterais”, explica o ex-franco-atirador das Forças Especiais russas, Ivan Saenko.

O corpo da nova ambulância blindada pode resistir a uma explosão de até 8 kg de TNT. Caso as rodas blindadas sejam danificadas, o Lens pode percorrer mais de 50 km em terreno acidentado sem pneus. O Lens também é capaz de portar canhões de calibre 30 mm, sistemas de mísseis antiaéreos e lançadores de granadas.

Strela

A empresa militar-industrial MIC apresentou a nova família de blindados Strela (Flecha, em russo), que inclui seis veículos no total. Entre eles, dois blindados regulares e um blindado anfíbio, que já estão prontos para produção em massa.

O Strela pode servir como um veículo de comando, bem como um blindado de transporte de pessoal, incluindo médicos e soldados feridos. O veículo é equipado com um motor diesel de 200 cavalos e uma transmissão manual. Pode percorrer até 1.000 km sem reabastecimento e atingir velocidade de até 155 km/h.

Segundo a MIC, o novo veículo blindado tem uma boa relação peso-carga elevada: com massa total de 4,7 toneladas, pode transportar até 1 tonelada de carga útil. A proteção contra projéteis e minas permite resistir a uma explosão de até 2 kg de TNT. Além disso, pode acomodar até 8 indivíduos.

O Strela pode ser transportado por helicópteros Mi-8 em uma suspensão externa.

Devido ao uso de peças comerciais, o Strela acabou sendo quase duas vezes mais barato que o blindado Tiger e pode ser reparado em estações de serviço civis.

Fonte: Russia Beyond

Nikolai Litôvkin

06/07/2021

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.