GUARDAS-MARINHA EMBARCAM NO NAVIO-ESCOLA “BRASIL” E INICIAM ÚLTIMA ETAPA DA FORMAÇÃO

Após quatro anos de estudo, militares embarcam no Navio-Escola “Brasil” para adaptação à vida de bordo

O Navio-Escola (NE) “Brasil” desatracou, hoje (12), da Base Naval do Rio de Janeiro, com 182 Guardas-Marinha, para realizar a viagem de instrução, que visa colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos durante a formação na Escola Naval. A edição deste ano se encerra em dezembro e tem, como novidade, o embarque das primeiras mulheres do Corpo da Armada e de Fuzileiros Navais.

Durante a viagem, os Guardas-Marinha participam de diversas aulas práticas sobre navegação, meteorologia, marinharia, operações navais, controle de avarias e administração naval. Ao final de quatro meses, os novos homens e mulheres do mar terão enfrentado desafios físicos, intelectuais e estarão adaptados à vida a bordo.

“É uma excelente oportunidade de aplicar, na prática, os conhecimentos teóricos recebidos na Escola Naval”, disse o Comandante do NE “Brasil”, Capitão de Mar e Guerra Caio Germano Cardoso.

O Navio representa o País e a Marinha do Brasil (MB) nos diversos portos estrangeiros visitados, estreitando laços com nações amigas e contribuindo para a formação cultural dos futuros oficiais da MB. Atuando como uma embaixada flutuante, o NE “Brasil” visitará treze portos em onze países: Recife (Brasil), Cartagena (Colômbia), Baltimore (EUA), Londres (Reino Unido), Hamburgo (Alemanha), Le Havre (França), Lisboa (Portugal), Civitavecchia (Itália), Istambul (Turquia), Pireu (Grécia), Barcelona (Espanha), Dakar (Senegal) e Maceió (Brasil).

A Turma “Patriarca da Independência” é composta por 8 mulheres e 174 homens, sendo seis integrantes estrangeiros (Bolívia, Cabo Verde, Camarões, Panamá e Senegal), que cursaram a Escola Naval. Também embarcaram para a missão oficiais do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, dois representantes da Marinha Mercante, do Ministério das Relações Exteriores e mais 10 convidados de Marinhas amigas, sendo elas: Argentina, Canadá, Chile, China, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México e Portugal.

Ficou interessado na carreira militar e quer ingressar na Escola Naval?
Os principais requisitos para se inscrever no concurso público da Escola Naval são:
● Ser brasileiro (a) nato (a);
● Não ser casado(a) ou não ter constituído união estável e não ter filhos, assim permanecendo durante todo o período em que estiver sujeito aos regulamentos da Escola Naval;
● Ter 18 anos completos e menos de 23 anos (Observação: atender aos limites de idade, referenciados a 30 de junho do ano correspondente ao início do respectivo curso de formação militar); e
● Ter concluído o Ensino Médio.

As provas são realizadas em dois dias seguidos, tendo 80 questões no total – Matemática, Inglês, Física e Português – e redação. Os candidatos classificados passam por eventos complementares, como: inspeção de saúde, teste físico (natação e corrida), avaliação psicológica e outros. Após aprovação, inicia-se o período de adaptação, quando os candidatos verificam, na prática, sua adaptação e seu interesse pela carreira.

Ao término do período de adaptação, o candidato terá sua matrícula efetivada no 1º ano do Curso de Graduação da EN como Praça Especial, na condição de Aspirante. O curso é totalmente gratuito. Além disso, são proporcionados ao aluno alimentação, uniforme e assistências médica, odontológica, psicológica, social e religiosa.

Para saber mais sobre o curso de formação, os benefícios e o plano de carreira, acesse: https://www.marinha.mil.br/sspm/?q=escola-naval/en_princ

Galeria de fotos: 

Fonte: Agência Marinha de Notícias

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *