PUTIN ANUNCIA QUE A RÚSSIA SUSPENDE PARTICIPAÇÃO NO TRATADO “NOVO START”

“Se os Estados Unidos realizarem um teste de armas nucleares, nós o faremos”, disse Putin.

Moscou, 21 fev (Xinhua) — A Rússia está suspendendo sua participação em vez de se retirar do Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Novo START) com os Estados Unidos, anunciou o presidente russo, Vladimir Putin, na terça-feira.

A OTAN exigiu no início de fevereiro que a Rússia “voltasse à implementação” do Novo START e permitisse inspeções de suas instalações nucleares. Isso “soa como uma espécie de absurdo em meio ao confronto de hoje”, disse Putin em seu discurso anual à Assembleia Federal.

Ele apontou o potencial de ataque combinado da OTAN, já que a Grã-Bretanha e a França também possuem arsenais nucleares que representam uma ameaça para a Rússia. Enquanto isso, Moscou tem informações de que “certas figuras em Washington” estão considerando testes de armas nucleares para desenvolver novos tipos de armas nucleares.

“Nesta situação, o Ministério da Defesa da Rússia e a Rosatom (Corporação Estatal de Energia Atômica da Rússia) devem garantir a prontidão para testar armas nucleares russas. Claro, não seremos os primeiros a fazer isso. Mas se os Estados Unidos realizarem um teste, então vamos nós”, disse Putin.

O Novo START, o último tratado de controle de armas nucleares em vigor entre as duas superpotências nucleares, pode ser prorrogado por no máximo cinco anos com o consentimento dos dois países. A Rússia e os Estados Unidos estenderam oficialmente o tratado por cinco anos em 3 de fevereiro de 2021.

(Editor da Web: Zhang Kaiwei, Liang Jun)

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.