PORTA-AVIÕES HMS PRINCE OF WALES TEVE PROBLEMAS AO ZARPAR PARA OS EUA

O porta-aviões da Marinha Real HMS Prince of Wales está mancando de volta à costa depois de quebrar logo após embarcar para exercícios nos EUA.

O porta-aviões partiu da Base Naval de Portsmouth no sábado antes de ocorrer um “problema mecânico emergente”.

Na segunda-feira, o navio de guerra estava se movendo lentamente do sudeste da Ilha de Wight em direção a Stokes Bay, Gosport.

Entende-se que a área protegida tornará mais fácil para os mergulhadores examinarem os danos.

A Marinha Real confirmou anteriormente que o navio de 65.000 toneladas estava na Área de Exercícios da Costa Sul.

Veja também:

A partida do navio de guerra estava prevista para sexta-feira, mas foi adiada por causa de um problema técnico.

A Marinha Real não pôde oferecer mais detalhes ou confirmar se o problema técnico anterior estava relacionado ao problema mecânico.

O site especializado Navy Lookout informou que o problema foi causado por danos no eixo da hélice de estibordo, embora o MoD não tenha confirmado ou comentado sobre isso.

O site diz que uma fotografia do porta-aviões saindo de Portsmouth mostra apenas um rastro a bombordo, sugerindo um problema com o outro eixo da hélice.

Afirma que, a menos que o problema possa ser resolvido no mar, permitindo que o navio de guerra continue sua jornada para os EUA, pode ser necessário entrar em doca seca em Rosyth, na Escócia, antes de uma inspeção planejada em 2023.

A capitânia da Otan estava navegando para realizar exercícios de treinamento com a Marinha dos EUA, bem como com a Marinha Real Canadense e o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos.

O navio de guerra, construído em Rosyth a um custo de £ 3 bilhões, teve uma despedida colorida no sábado ao passar por milhares de foliões no Victorious Festival em Southsea Common.

Fonte: BBC

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.