NO DIA DA AVIAÇÃO DE CAÇA FAB GANHA MAIS 4 AERONAVES F-39E GRIPEN

Durante a solenidade o Comandante da Aeronáutica anunciou a aquisição de mais quatro F-39 Gripen pela FAB e a possibilidade de mais um lote dessas aeronaves

FAB VAI RECEBER MAIS 4 CAÇAS GRIPEN, ALÉM DOS 36 DO LOTE INICIAL

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nesta sexta-feira (22/04), na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), no Rio de Janeiro (RJ), a cerimônia militar alusiva ao Dia da Aviação de Caça. A solenidade marcou a imposição da medalha “Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura” e a incorporação das duas aeronaves F-39 Gripen, que chegaram recentemente ao Brasil, à FAB. 
O evento contou com a presença do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, acompanhado pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, que foram recebidos pelo Comandante da Base Aérea de Santa Cruz, Coronel Aviador Alessandro Barbosa Arrais de Oliveira. Também participaram do evento o Ministro de Estado da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira e Oficiais-Generais do Alto-Comando da Aeronáutica.

Durante a cerimônia, os F-39 Gripen FAB 4101 e FAB 4102 receberam o batismo operacional, marcando a incorporação das aeronaves à Aviação de Caça brasileira. Os dois aviões multimissão de produção em série chegaram ao Brasil no dia 1º de abril. O ponto alto da celebração foi o anúncio feito pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior da aquisição de mais unidades do F-39 Gripen para a FAB.“Agradeço ao Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro pela autorização para que o contrato de aquisição das aeronaves F-39 Gripen seja alterado no sentido de serem acrescidas mais quatro aeronaves que nos possibilitará iniciar estudos para implantação desses vetores e mais uma base aérea. Em paralelo iniciamos estudos preliminares para aquisição de um segundo lote dessas aeronaves a fim de garantir que a desativação das aeronaves de Caça mais antigas não acarrete perda da capacidade de cumprirmos nossa missão de defesa da pátria”,discursou.

Para o Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Sergio Roberto de Almeida a incorporação dos F-39 Gripen marca o início de uma nova era para a Força Aérea Brasileira. “Desde a sua criação a Aviação de Caça brasileira esteve em um patamar muito elevado e em função de dificuldades a gente não conseguia mais manter o mesmo nível das outras forças aéreas. Com a incorporação dos Gripen na sua configuração de combate, isso nos coloca novamente no mesmo patamar das melhores forças aéreas do mundo voltando à modernidade”,destacou.

A solenidade contou ainda com voo de formação das aeronaves F-39 Gripen, F-5 Tiger e A-29 Super Tucano. Também foi realizada uma demonstração operacional pelos caças da FAB, que lançaram bombas no estande tático da base, além de visitação aos F-39 Gripen.

Reconhecimento

A “Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura”, instituída em 2010 com o enfoque de enaltecer a figura do líder e do Comandante operacional, foi entregue a cinco militares do Comando da Aeronáutica (COMAER) que exerceram ou exerçam o cargo de Comandante de Unidade Aérea e aos veteranos do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA), pela conduta em prol da operacionalidade da sua organização e da FAB. 

Para o Tenente-Coronel Aviador Juarez Bessa Leal é uma honra ter esse reconhecimento nesse momento especial em que é Comandante do Primeiro Grupo de Aviação de Caça. “Eu estando hoje na posição do patrono da Aviação de Caça,77 anos depois ocupando a cadeira que ele ocupou é uma alegria imensa e um agradecimento enorme à FAB por ter me escolhido para comandar o Grupo de Caça”, disse.

Além disso, dez pilotos de caça mais bem avaliados em 2021 nos quesitos desempenho em missões operacionais de ataque ar-solo; combate BVR e WVR; conhecimento de inteligência operacional e percepção visual de objetivos (PVO) foram agraciados na solenidade com o “Troféu de Piloto Mais Eficiente”. 

Histórico

Há exatos 77 anos, no dia 22 de abril de 1945, os Aviadores do Primeiro Grupo de Aviação de Caça realizaram nos céus da Itália, entre o nascer e o pôr do sol, 44 missões de guerra em um único dia. Em um esforço quase sobre-humano, aquele seleto e reduzido time de pilotos e mecânicos brasileiros estabeleceu uma impressionante marca, a qual não foi suplantada ao longo de toda a campanha na Segunda Guerra Mundial, e talhou em livro de ouro o dia 22 de abril como o Dia da Aviação de Caça brasileira, Aviação que agora conta com o aumento do poder de combate da FAB, por meio da incorporação das modernas aeronaves F-39 Gripen.

Hangar Zeppelin 

Inaugurado em 1936, o chamado Hangar do Zeppelin localiza-se nas dependências da Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro. Trata-se de um hangar, edificação de grandes dimensões destinada a abrigar os dirigíveis alemães conhecidos como zeppelin. Atualmente é um dos últimos hangares de dirigíveis existentes e um dos mais bem conservados do mundo. É tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).O hangar apresenta grandes dimensões: 274 metros de comprimento, 58 metros de altura e 58 metros de largura

Fonte: Agência Força Aérea, por Aspirante Roberta Nunes Edição: Agência Força Aérea – Revisão: Major Oliveira Lima Fotos: Suboficial Alexandre Manfrin e Sargentos Figueira e Viegas/ CECOMSAER

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.