VELEIRO ARGENTINO “ARA LIBERTAD” SUSPENDE EM DIREÇÃO AO RIO DE JANEIRO

O navio-escola partiu para o Rio de Janeiro para participar do evento náutico Velas Latinoamérica 2022 junto com navios e veleiros de países da América Latina.

Puerto Belgrano – Depois de realizar um teste geral de seus sistemas de maquinário e treinamento de pessoal, a fragata ARA “Libertad” partiu para o Rio de Janeiro. Lá está prevista sua participação na 4ª edição do evento “Velas Latinoamérica 2022”.

Parentes da tripulação do navio-escola, sob o comando do capitão Carlos Schavinsky Trinchero, reuniram-se no cais da Base Naval de Puerto Belgrano. Ali, com estandartes e bandeiras, prepararam-se para despedir-se daqueles que hoje embarcam numa nova viagem a bordo do “Embaixador dos Mares”.

A mãe do Primeiro Cabo Furriel Damián Pellerite expressou sua emoção ao ver seu filho a bordo. “Para ele isso é um sonho, e tenho certeza que saberá aproveitá-lo para sua formação pessoal e profissional”, declarou emocionada diante do olhar atento do restante do grupo familiar que compareceu ao evento.

Com os olhos fixos no cordame da fragata, a esposa do Cabo Principal do Mar Iván Altamirano estava com o filho pequeno que, do cais, acenava repetidamente com a mão para o pai que, pela quarta vez, fará uma viagem a bordo do navio de treinamento.

As manobras de navegação começaram minutos antes das nove da manhã. Enquanto a Banda de Música da Base Naval de Puerto Belgrano executava um amplo repertório de homenagens, a Capitania dos Portos se encarregava da manobra em terra e do apoio dos rebocadores ARA “Zeus” e ARA “Tehuelche”.

Evento náutico “Velas Latinoamérica 2022”

A fragata navegou em direção à cidade do Rio de Janeiro para participar do encontro de veleiros “Velas Latinoamérica 2022”.

O evento náutico internacional, que acontece a cada 4 anos desde 2010, contará com a presença do velejador “Dr. Bernardo Houssay”; o navio “Cisne Branco” do Brasil; a escuna bergantim “Esmeralda”, do Chile; o navio OPV “20 de Julio”, da Colômbia; o brigue “Guayas” do Equador, a escuna do brigue “Juan Sebastián Elcano”, da Espanha; o veleiro “JB Cambiaso” da República Dominicana, o veleiro “Capitán Miranda”, da República Oriental do Uruguai; e a bricbarca “Unión”, da República do Peru.

Os navios que farão parte da viagem terão a oportunidade de visitar as cidades e portos do Rio de Janeiro (Brasil), Punta del Este e Montevidéu (Uruguai), Mar del Plata (Argentina), Punta Arenas e Valparaíso (Chile) , El Callao (Peru), Guayaquil (Equador), Cidade do Panamá (Panamá), Cartagena das Índias (Colômbia), Santo Domingo (República Dominicana), Curaçao e Veracruz (México), países que abrirão seus portos para recebê-los, onde eles poderão ser visitados. Os veleiros deverão realizar uma viagem de mais de três meses, na qual navegarão pelas águas que banham as costas da América do Sul.

A nova edição do evento Velas Latinoamérica é sediada pela República Federativa do Brasil, país que este ano comemora o Bicentenário de sua Independência. O objetivo do evento é fortalecer a irmandade e a camaradagem entre os povos participantes e suas Forças Armadas.

O “Embaixador dos Mares” nesta ocasião visitará os portos do Rio de Janeiro, Punta del Este, Montevidéu, Mar del Plata e finalmente Veracruz.

Nesta ocasião, a tripulação da Fragata ARA “Libertad” é ​​composta por 27 oficiais, 179 suboficiais, 42 aspirantes de comissão, cadetes da Escola Militar Naval e convidados dos diferentes institutos de treinamento da Marinha Argentina.

Refira-se que a tripulação, antes de embarcar, cumpriu um rigoroso protocolo sanitário, realizando o isolamento preventivo e aplicando o esquema de vacinação contra a Covid-19.

Fonte: Gaceta Marinera

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.