RÚSSIA, IRÃ E CHINA REALIZARÃO MANOBRAS NAVAIS CONJUNTAS

Destróier Xining (117) Type 052D (China), Fragata Alborz (72) Classe Alvand (Irã) e a Fragata Yaroslav Mudry 777 Classe Neustrashimyy (Rússia) no exercício conjunto CHIRU, em 2019

O grupo naval da Frota do Pacífico Russa ancorou no cais do porto de Chabahar, na República Islâmica do Irã

MOSCOU, 18 de janeiro. /TASS/. As marinhas russa, iraniana e chinesa realizarão manobras navais conjuntas, informou a Frota do Pacífico da Rússia na terça-feira.

“O grupo naval da Frota do Pacífico, composto pelo cruzador de mísseis Nakhimov Varyag, o grande navio de guerra antissubmarino Admiral Tributs e o grande navio-tanque Boris Butoma, está ancorado no porto de Chabahar, na República Islâmica do Irã. No porto, a delegação oficial da Marinha Russa participará de uma conferência de planejamento sobre a realização de exercícios navais conjuntos de navios de combate da Rússia, Irã e China”, informou a assessoria de imprensa da Frota do Pacífico.

Os navios da marinha russa também reabastecerão alimentos, água potável e suprimentos de combustível no porto, especificou a assessoria de imprensa.

A força-tarefa naval da Frota do Pacífico partiu de Vladivostok e embarcou em sua implantação de longa distância vários dias antes do novo ano de 2022.

Durante sua implantação de longo prazo, os navios da marinha russa estão programados para escalar nos portos de vários estados, incluindo a República das Seychelles. A escala do porto marcará 105 anos desde que o cruzador blindado de convés da Marinha Imperial Russa, Varyag, fez escala em Port Victoria, nas Ilhas Seychelles.

Durante sua implantação de longa distância, a força-tarefa naval russa realizará exercícios programados, incluindo manobras internacionais como parte de um grupo de navios de combate em várias partes do oceano.

Fonte: TASS com adição de fotos do Exercício Naval anterior, de 2019.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.