PAQUISTÃO CANCELA COMPRA DE HELICÓPTEROS TURCOS T129 ATAK E BUSCA O Z-10 DA CHINA

Como resultado dos atrasos, o Paquistão decidiu cancelar a aquisição de 30 helicópteros de ataque T129 ATAK encomendados em 2018 e, em vez disso, negocia com a China a compra do Z-10ME.

Segundo várias fontes, o Diretor-Geral de Relações Públicas Inter-Serviços das Forças Armadas do Paquistão confirmou o cancelamento do contrato com a Turquia e as negociações em curso para a compra de helicópteros de ataque Z-10ME da China.

O negócio assinado em 2018 com a Turkish Aerospace Industries por cerca de 30 helicópteros T129 ATAK, avaliados em US $ 1,5 bilhão, sofreu atrasos significativos devido à falta de permissão dos EUA para a exportação dos motores LHTEC T800-4A, que é uma variante do Motor CTS800, desenvolvido em conjunto pela Honeywell e pela Rolls-Royce. Tem um comprimento de 0,85 m, um diâmetro de 0,56 m, pesa cerca de 154 kg e desenvolve uma potência de 1.014 kW. O T-129 carrega 2 destes.

T129 turco sendo exibido para o Exército Brasileiro

Essa licença de exportação foi concedida recentemente às Filipinas , que haviam negociado a compra de seis unidades, também em 2018. De acordo com as últimas informações disponíveis, as primeiras unidades dos filipinos T129 teriam sido recebidas em dezembro.

Outros potenciais clientes interessados ​​no helicóptero turco são o Marrocos (22 unidades), o Iraque (12 unidades) e a Força Aérea da Nigéria também demonstrou interesse no modelo. Mas enquanto o ATAK não ver seus motores americanos substituídos por outros de origem ucraniana ou turca, seu potencial de exportação será limitado pelas relações diplomáticas entre os Estados Unidos e as nações interessadas.

CATIC Z-10

De acordo com seu fabricante , o Z10ME é um helicóptero de ataque avançado na categoria de 6 toneladas, que tem capacidade de combate dia / noite e pode transportar uma variedade de armas, como mísseis ar-solo, mísseis ar-ar, foguetes e canhões.

O Z10ME é capaz de realizar ataques a fortificações, alvos terrestres móveis blindados e não blindados, bem como atacar alvos aéreos, como helicópteros inimigos.

Em termos de desempenho, capacidades, sensores e equipamentos, é um sistema de armas equivalente ao T129 ATAK, que deve substituí-lo.

Se a compra for concluída, o Paquistão se tornará o primeiro cliente de exportação do helicóptero chinês, assim como foi o primeiro cliente estrangeiro do J-10CE , adquirido para fazer frente à compra do Dassault Rafale pela Força Aérea Indiana.

Fonte: Aviacioline

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.