NOVOS VEÍCULOS DE COMBATE ANFÍBIOS DOS ESTADOS UNIDOS RETORNAM ÀS OPERAÇÕES IRRESTRITAS

HEADQUARTERS MARINE CORPS – Os novos Veículos de Assalto Anfíbio dos Fuzileiros Navais dos Estados Unidos estão configurados para retornar às operações irrestritas na água após o desenvolvimento de uma nova solução de cabo de reboque projetada para resolver problemas anteriores com o mecanismo de reboque do veículo.

Em setembro de 2021, o Corpo de Fuzileiros Navais suspendeu as operações ACV em águas desprotegidas enquanto trabalhava para resolver os problemas de reboque que foram identificados em vários relatórios após a ação no campo.

“As operações anfíbias, incluindo o uso de conectores navio-terra anfíbios, são um aspecto fundamental das operações do Corpo de Fuzileiros Navais e são essenciais para a força futura e sua capacidade de permanecer a principal força expedicionária da nação em prontidão”, disse o Tenente-General. David Furness, Subcomandante de Planos, Políticas e Operações.

Veja um vídeo produzido pelos Marines com o novo veículo:

Depois de equipadas e treinadas para empregar a nova solução de cabo de reboque, as unidades são autorizadas a utilizar o ACV para conduzir operações anfíbias irrestritas, incluindo operações de autorrecuperação em mar aberto e na zona de arrebentação.

Antes do recebimento e instalação dos novos cabos de reboque de reposição, a operação do ACV permanece restrita à mobilidade terrestre, operações de artilharia e operações anfíbias em águas protegidas.

Além dos novos equipamentos e requisitos de treinamento, estão as 18 tarefas que as unidades devem concluir, validar e certificar antes da retomada das operações aquáticas. Essas tarefas resultam da investigação abrangente dos fatos e circunstâncias que cercaram a tragédia do AAV de julho de 2020.

As tarefas cobrem uma variedade de requisitos, incluindo: garantir que o treinamento e as qualificações da tripulação e do pessoal embarcado estejam devidamente equipados; os veículos passaram nas inspeções exigidas; e as operações são conduzidas com barcos de segurança, avaliações do estado do mar e comunicação positiva.

Fonte: Marines

06/01/2022

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.