NAVAL GROUP BATE A QUILHA DA PRIMEIRA FRAGATA DE DEFESA E INTERVENÇÃO (FDI)

Na quinta-feira, 16 de dezembro, em Lorient, o Grupo Naval lançou a quilha da primeira fragata de defesa e intervenção encomendada pela agência de compras de defesa francesa (DGA) e destinada à Marinha francesa. Esta etapa marca o início da montagem do navio na área de construção. A fragata será entregue em 2024. É a primeira de uma série de cinco navios a serem entregues entre 2024 e 2030.

No mesmo dia, o Módulo de Sensores Panorâmicos e Inteligência (PSIM), mastro integrado do FDI, também foi energizado. Este importante marco simboliza o início dos testes do sistema de combate completo da fragata, vários meses antes de sua integração final no navio.

Pierre Eric Pommellet, CEO do Naval Group, disse: “Estamos orgulhosos de estar aqui hoje para marcar este marco importante na produção industrial da primeira fragata de defesa e intervenção para a Marinha da França. os navios garantirão a superioridade de informação e engajamento, bem como a capacidade de permanência no mar das forças navais que os operarão. Já escolhido pela Grécia para sua Marinha, este navio também permitirá que o Grupo Naval desenvolva seu alcance internacional. totalmente comprometido em fortalecer a soberania da França e de nossos países parceiros. ”

Atividade industrial intensa no site do Grupo Naval Lorient: projetista, construtor e integrador do navio.

Cinco fragatas FDI pretendidas serão encomendadas pela agência de compras de defesa francesa (DGA) para a Marinha francesa. Este programa reforça a liderança tecnológica da base industrial naval francesa, e do Grupo Naval em particular.

O primeiro da série se chamará Amiral Ronarc’h, em homenagem a um grande almirante, Chefe do Estado-Maior da Marinha Francesa entre 1919 e 1920, que se destacou durante a Primeira Guerra Mundial à frente de fuzileiros navais e marinheiros.

O programa FDI apoiará o emprego na indústria de construção naval em toda a França e, mais particularmente, em Lorient e seu site do Grupo Naval.

Figuras-chave da indústria

  • Concepção 100% digital – zero planos em papel;
  • arquitetura de TI redundante e distribuída baseada em dois datacenters;
  • 1 milhão de horas de trabalho de produção para cada unidade da série no site do Naval Group Lorient;
  • 1 milhão de horas de concepção e desenvolvimento do programa;
  • mais de 1.200 funcionários do Grupo Naval trabalhando em tempo integral no programa;
  • 400 subcontratados.

Muitas oportunidades de exportação

O Naval Group está posicionado no segmento de navios de tonelagem intermediária com Belh @ rra®, o nome da fragata FDI para mercados de exportação.

Na sequência da assinatura, a 28 de setembro de 2021, de um memorando de entendimento pelo Ministro da Defesa grego, Nikolaos Panagiotopoulos, Pierre Eric Pommellet, CEO do Naval Group e Eric Béranger, CEO da MBDA, estão em curso negociações para a aquisição pela Grécia de três FDI HN fragatas e uma opcional, todas a serem construídas em Lorient, no âmbito de uma parceria estratégica entre a França e a Grécia.

Uma fragata de combate multi-funções inovadora, 100% digital e ciber-segura

O FDI é um navio de alto mar com deslocamento de classe de 4.500 toneladas. Polivalente e resiliente, ela é capaz de operar, sozinha ou dentro de uma força naval. Ela oferece capacidades para todos os tipos de guerra: anti-superfície, anti-aérea, anti-submarina e também para projeção de forças especiais. Reunindo o melhor das tecnologias navais francesas em uma plataforma compacta, a FDI é uma fragata poderosa e inovadora, projetada para enfrentar a evolução das ameaças.

É a primeira fragata a se beneficiar de uma arquitetura digital que permitirá sua adaptação contínua às evoluções tecnológicas e operacionais. Como resultado, o FDI será capaz de lidar com ameaças atuais e futuras e lidar com cada vez mais dados.

A FDI será a primeira fragata francesa nativamente protegida contra ameaças cibernéticas, com dois centros de dados acomodando virtualmente grande parte das aplicações dos navios. O FDI apresenta o conceito de um sistema dedicado para guerra assimétrica. Este sistema permitirá a coordenação e condução da luta contra ameaças aéreas pequenas e próximas e de superfície, incluindo barcos com armadilhas explosivas.

Fortemente armado (mísseis anti-superfície Exocet MM40 B3C, mísseis anti-aéreos Aster 15/30, torpedos anti-submarinos MU90, artilharia), o FDI é capaz de embarcar simultaneamente em um helicóptero (classe de 10 toneladas como NH90) ou o futuro Joint Light Helicopter e um veículo aéreo não tripulado (até 700kg). Ela também pode receber um destacamento das Forças Especiais com seus dois barcos de comando. Eles são equipados com a nova geração do radar Seafire com quatro painéis fixos, desenvolvido pela Thales, que, combinado com o sistema de lançamento de mísseis, oferece capacidades de defesa de área incomparáveis.

Especificações técnicas

  • Deslocamento: classe 4.500 toneladas;
  • Comprimento: 122 metros;
  • Boca: 18 metros;
  • Velocidade máxima: 27 nós;
  • Autonomia: 45 dias;
  • Tripulação: 125 + 28 passageiros

Fonte: Naval Group

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.