COREIA DO NORTE LANÇA NOVO MÍSSIL QUE VOOU A MACH 10, MAIS AINDA NÃO PODE-SE AFIRMAR SE FOI UM HIPERSÔNICO OU BALÍSTICO

SEUL, 11 Jan (Yonhap) — O míssil balístico da Coreia do Norte lançado na terça-feira voou a uma velocidade máxima de Mach 10 [ou 12250 Km/h], disseram militares da Coreia do Sul, notando a “melhoria” em comparação com o que afirmou ser um teste de míssil hipersônico seis dias atrás..

O Estado-Maior Conjunto (JCS) disse que o Norte disparou o míssil de sua província de Jagang, no norte, no Mar do Leste, e que voou mais de 700 quilômetros a uma altitude máxima de 60 km e a uma velocidade máxima de Mach 10, 10 vezes a velocidade do som.

O lançamento foi detectado às 7h27, disse o JCS.Ele seguiu o teste de disparo do autoproclamado míssil hipersônico do Norte, que o JCS disse ter viajado menos de 700 km a uma velocidade máxima de Mach 6.

“Avaliamos que melhorou em comparação com o míssil balístico lançado em 5 de janeiro”, disse o JCS em uma mensagem de texto, chamando os contínuos lançamentos de mísseis balísticos do regime uma “clara” violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

As resoluções proíbem o Norte de realizar qualquer lançamento usando tecnologia de mísseis balísticos.

A declaração do JCS contrastou com sua minimização anterior das alegações de mísseis hipersônicos do Norte como “exagero” e sua avaliação de que o Norte ainda precisa garantir tecnologias para a arma de alta tecnologia.

Especialistas, no entanto, apontaram que a velocidade de Mach 10 não é um elemento definitivo para a categorização de mísseis hipersônicos, já que os comuns de médio alcance normalmente voam a Mach 9 a 10 durante as fases de impulso após a decolagem.

“Para mais detalhes, a Coreia do Sul e os EUA precisam de uma análise detalhada”, disse um funcionário do JCS sob condição de anonimato.

Os militares sul-coreanos também instaram o Norte a interromper imediatamente seus lançamentos de mísseis.

“(Os lançamentos) representam uma ameaça significativa à paz e segurança não apenas na península coreana, mas também no mundo, e não são úteis para a redução das tensões militares”, afirmou.

O Comando Indo-Pacífico dos EUA caracterizou o mais recente projétil do Norte como um “míssil balístico”, que destacou o “impacto desestabilizador” do programa de armas ilícitas do Norte.

*Atualização com as fotos do lançamento e de Kim Jong-Un em substituição a fotos meramente ilustrativas.

Fonte: Yonhap News Agency

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.