MINISTRO DA DEFESA DA ARGENTINA RECEBEU O PATRULHEIRO ARA “STORNI”

O Ministro da Defesa, Jorge Taiana, liderou esta tarde na Estação Naval de Buenos Aires a cerimônia de chegada da Patrulha Oceânica Multifuncional (OPV) ARA “Storni” (P-53) da França. Este navio, adquirido com verba orçamentária correspondente ao Fundo de Defesa Nacional (FONDEF), passa a integrar a força para ampliar as capacidades de vigilância, controle e defesa dos recursos marítimos nacionais, entre outras missões.

“É com grande satisfação que recebemos hoje a terceira OPV que visa continuar a dotar o nosso país, através destes meios navais, da capacidade de realizar um patrulhamento adequado da Zona Económica Exclusiva e das zonas marítimas para o cumprimento das diferentes missões impostas pela regulamentação em vigor ”, Disse o ministro ao receber esta terceira unidade de uma série de quatro barcos de patrulha oceânica multiuso que serão agregados à Marinha.

“Os IPOs já entregues estão em operação e permitem à Marinha Argentina realizar operações essenciais para a defesa dos interesses soberanos da Argentina no mar. Por exemplo, a ARA “Bouchard” que neste momento se encontra na foz oriental do Estreito de Magalhães para vigiar a passagem pelo mar argentino de uma frota pesqueira internacional ”, informou o ministro.

Além disso, Taiana destacou: “A incorporação desta nova OPV reforça as capacidades operacionais da Marinha Argentina para um maior patrulhamento marítimo do ZEE e da área de interesse marítimo; o cuidado dos recursos renováveis ​​e não renováveis ​​do mar e o cumprimento dos compromissos internacionais relativos à capacidade de apoio à salvaguarda da vida humana no mar e à melhoria do apoio às Bases Antárticas ”.

O ARA “Storni” é o terceiro barco de patrulha marítima da França. Em fevereiro de 2020, foi recebido o primeiro ARA “Bouchard” OPV e em junho de 2021 o segundo ARA “Piedrabuena” chegou à Base Naval de Mar del Plata. A recepção do último da série denominada ARA “Contra-Almirante Cordero” está projetada para 2022 e oferecerá as mesmas vantagens e características dos anteriores.

O barco patrulha ARA “Storni”, construído pela empresa do Grupo Naval no Estaleiro Piriou, localizado na cidade francesa de Concarneau, foi lançado em 10 de maio de 2020. Posteriormente – em 13 de outubro de 2021 – foi entregue à Marinha Argentina e com o hasteamento da bandeira nacional, concretizou-se a incorporação da referida unidade ao Estado Nacional. Estas aquisições se realizam no marco do “Projeto de Recuperação da Capacidade de Patrulha Marítima Naval” da Marinha Argentina.

Suas características técnicas incluem um sistema de motorização otimizado, um sistema de estabilização ativa e um propulsor de proa. Também é “comprovado no gelo”, ou seja, está adaptado para navegar nas águas frias da Antártica.

Os navios já entregues estão em operação e permitem à Marinha Argentina realizar operações essenciais para a defesa dos interesses soberanos da Argentina no mar.

No último dia 10 de novembro, o barco-patrulha partiu do Estaleiro Kership, no município de Concarneau (sul da França), sob o comando do Capitão da Fragata Oscar Luis Latorre, com sua tripulação de 42 marinheiros. Tripulação que havia chegado a Concarneau quatro meses antes do embarque para iniciar o Programa de Treinamento e Operação das equipes da unidade no âmbito do Grupo Naval Universidade, que lhe permitia operar e realizar a manutenção básica do navio.

O treinamento na cidade francesa contou com a presença de instrutores de todos os componentes da unidade e, uma vez concluídos os cursos teóricos, foram realizadas as práticas a bordo tanto no porto como na navegação. Desta forma, antes de sua chegada ao país, foi realizado um árduo trabalho de instrução e treinamento da tripulação na referida unidade.

Além disso, como parte da preparação, antes de partir para Concarneau, a tripulação alistou-se e treinou-se anteriormente na Argentina a bordo do Barco de Patrulha Oceânica “Piedrabuena”, enquanto na França fizeram cursos de sistemas de armas, cursos de propulsão e geradores e sistemas de comunicação. , sistema de radar, entre outros.

O barco-patrulha oceânica ARA “Storni” foi batizado em homenagem ao marinheiro argentino que promoveu o debate sobre a necessidade de considerar as questões marítimas e a atividade naval como um todo, como políticas de Estado. Desta forma, sua figura fomentou a necessidade de consolidar na mentalidade dos argentinos a consciência marítima de base científica e por isso, coincidindo com a data de seu nascimento, o dia 16 de julho foi instituído como “Dia de interesses dos argentinos no mar”.

Estiveram presentes com o ministro o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-General Juan Martín Paleo; e os titulares do Estado-Maior da Marinha, Almirante Julio Horacio Guardia; e da Força Aérea, o Brigadeiro-General Xavier Julián Isaac; o Secretário-Geral do Exército, Brigadeiro-General Enrique Pando; Chefe de Gabinete do Ministério, Héctor Mazzei; o Secretário de Assuntos Internacionais da Defesa, Francisco Cafiero; a Subsecretaria de Planejamento Operacional e Serviço de Logística de Defesa, Lucía Kersul; o Subsecretário de Coordenação Administrativa do Ministério da Defesa, Leonardo Garay; o subsecretário de Pesca e Aquicultura do Ministério da Agricultura, Carlos Liberman; o Presidente do Conselho de Administração da TANDANOR, Miguel Tudino; a Coordenadora de Saúde e Bem-Estar das Forças Armadas, Marcela Ovejero; a Coordenadora Geral da Comissão Nacional de Limite Externo da Plataforma Continental Argentina, Frida Armas Pfirter; e para a empresa Naval Group o responsável pela América Latina, Olivier Michel, e o representante na Argentina, Adrien D´Arbaumont.

Fonte: argentina.gob.ar

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.