DRONES DA XMOBOTS DE 150 KG ADQUIRIDOS PELO EXÉRCITO SÃO EXIBIDOS PELA 1ª VEZ EM MOSTRA DE DEFESA E SEGURANÇA

Equipamentos desenvolvidos pela empresa XMobots têm autonomia de 10 horas e serão utilizados em operações de vigilância em fronteiras

A partir do 1º semestre de 2022 o Exército Brasileiro passará a contar um importante aliado em operações de vigilância, segurança e monitoramento de fronteiras. O período será marcado pela entrega de um Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas (SARP) Categoria 2 (CAT 2 – até 150 Kg), contendo 3 aeronaves remotamente pilotadas de 150 kg equipadas com radares, scanners 3D e um refinado sistema de câmeras com transmissão de vídeo em tempo real. O sistema, batizado de Nauru 1000C, foi desenvolvido pela fabricante nacional XMobots e está sendo exibido pela primeira vez durante a 6ª Mostra BID Brasil, considerada o maior evento da base industrial de defesa e segurança do Brasil. A mostra ocor[rida] em Brasília entre os dias 07 e 09 de dezembro.

O SARP foi construído na fábrica da XMobots localizada em São Carlos, SP, uma planta de mais de 6 mil metros quadrados considerada o maior polo de desenvolvimento de robôs aéreos da América Latina e o 14º do mundo. São cerca de 170 especialistas, entre eles cerca de 60 engenheiros, focados no desenvolvimento e fabricação de aeronaves não tripuladas e tecnologias como softwares de inteligência de análise, sensores, entre outros.

Por dentro do sistema Nauru 1000C

Mais que um drone, o Nauru 1000C é um dos sistemas mais avançados do mundo para missões de segurança e defesa, além de ser o único da América Latina fabricado para este propósito.

Com pouso e decolagem VTOL (Vertical Take-Off and Landing) elétrico, o sistema se utiliza da eficiência de 8 motores com baterias independentes, permitindo a realização de decolagens e pousos verticais automáticos e possibilitando a decolagem e aterrissagem em ambientes críticos e confinados. O drone também possui um tanque de combustível de 50 litros, que garante a longa autonomia de voo (veja tabela de especificações técnicas).

O sistema, cuja “pilotagem” é 100% automática, possui alcance de comunicação de 60 Km e capacidade de payload de 18 kg. Entre as tecnologias embarcadas estão radares e scanner 3D de altíssima precisão, além do sistema Gimbal XSIS (XMobots Stabilized Imaging System), o primeiro gimbal voltado para defesa e segurança produzido no Brasil. Desenvolvido pela XMobots com tecnologia de ponta, o XSIS é composto por uma câmera eletro-óptica com zoom óptico de até 30 vezes; sensor infravermelho termal; sensor telerômetro (designador laser de alvos) e apontador laser.

Giovani Amianti, CEO da XMobots, revela que a tecnologia embarcada no sistema Nauru 1000C representa um avanço sem precedentes na indústria de robótica aérea do Brasil e América Latina, abrindo caminho para diferentes aplicações na área de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento. “Foram anos de desenvolvimento, trabalhando incansavelmente para atingir esse estágio de amadurecimento tecnológico. Com o lançamento do Nauru 1000C a XMobots abre as portas para muitos mercados que até então só encontravam este tipo de tecnologia em sistemas fabricados nos EUA, Europa e Ásia, extremamente caros – muito em função dos custos de importação – e carentes de um pós-venda baseado no Brasil”, salienta o executivo.

O sistema ficará exposto na Mostra BID Brasil entre 7 e 9 de dezembro.

Características do Nauru 1000C:

Dimensões: Envergadura 7,7 m | Comprimento 2,9 m | Altura 0,98 m

Peso Máximo à Decolagem (MTOW): 150 kgf

Peso Máximo de Cargas Pagas: 18,0 kgf

Aeronave VTOL: Asa fixa + multirotor

Propulsão híbrida: Combustão e elétrica (monomotor asa fixa, octacóptero multirotor)

Autonomia: 10 h

Velocidade cruzeiro: 111 Km/h

Teto operacional: 10.000 ft

MTOW: 150 kg

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.