AS 3 ARMAS MAIS IMPORTANTES QUE AS FORÇAS ARMADAS RUSSAS RECEBERÃO EM 2022

Míssil hipersônico, tanque de quarta geração e caças modernizados passarão às Forças Armadas russas no próximo ano.

Em 2018, o governo russo investiu US$ 300 bilhões no desenvolvimento e construção de novos armamentos em um plano de renovação que prevê ações até 2027. A cada ano, o Exército recebe novos aviões, tanques, navios e submarinos, e 2022 não será exceção

O Russia Beyond compilou uma lista com os três novos armamentos mais importantes que as Forças Armadas do país receberão no ano que vem.

Em 2022, as Forças Aéreas russas receberão diversos caças MiG-31 armados com mísseis hipersônicos, segundo o tenente-general e comandante-chefe das Forças Aéreas da Rússia, Andrêi Iúdin.

Esses aviões de combate terão mísseis hipersônicos KH-47M2 Kinzhal


“O MiG-31 é um caça a jato desenvolvido na época soviética que foi escolhido como porta-aviões para novas armas devido a sua capacidade de decolar e atingir altitudes elevadas mais rapidamente que outros caças russos”, explica o diretor de desenvolvimento da Fundação para a Promoção de Tecnologias do Século 21, Ivan Konovalov.

A altitude média dos MiG-31 é de 25 km. Com o novo míssil, o avião poderá atingir alvos terrestres e aéreos a uma distância de até 2 mil km

“A velocidade e o alcance do avião são suas principais caraterísticas. Hoje, nenhum sistema de defesa aérea russo ou estrangeiro pode abater alvos a 2 mil quilômetros de distância”, diz Konovalov.

Segundo especialistas militares, mísseis hipersônicos Kh-47M2 Kinzhal voam a velocidade de 10 Mach (cerca de 12.240 km/h) e não podem ser interceptados por sistemas de defesa antiaérea mais modernos.

Míssil hipersônico baseado no mar Tsirkon 3M22

Assessoria da imprensa do Ministério da Defesa da Rússia/Sputnik


No final de novembro, os militares russos realizaram os primeiros testes bem-sucedidos do míssil hipersônico Tsirkon baseado no navio de guerra. Anteriormente, a arma foi lançada apenas a partir de submarinos

“Após esses testes, o comando militar encomendou um número não revelado desses mísseis. Os primeiros mísseis para navios de guerra serão entregues a partir de janeiro de 2022. No entanto, a construção de submarinos que poderiam levar esses mísseis hipersônicos foi adiada por razões desconhecidas até 2025”, diz o editor-chefe da revista militar “Nezavíssimoie Voénnoe Obozrénie”, Dmítri Litôvkin.

Os mísseis Tsirkon são os primeiros do mundo com capacidade de voar a uma velocidade hipersônica, ou seja, oito vezes mais rápido que a velocidade do som (quase 2,5 km/s). A maior parte das caraterísticas técnicas do míssil é mantida em segredo. Acredita-se que o alcance do Tsirkon seja de cerca de 500 quilômetros.

Tanques T-14 Armata

Em novembro de 2021, os militares encomendaram 132 novos tanques T-14 Armata adicionais.

O T-14 Armata é considerado o único tanque de quarta geração existente no mundo e o mais novo tanque russo. O veículo blindado foi criado na plataforma multifuncional Armata e projetado para usar um canhão de calibre de 125 mm, mas, de acordo com o fabricante, as novas modificações do veículo blindado também podem receber um canhão de 152 mm.

O tanque T-14 é capaz de atirar até dez vezes por minuto e atingir alvos a uma distância de até sete quilômetros. Para comparar, o tanque norte-americano “Abrams” pode atirar apenas três vezes por minuto e tem um alcance de 4,6 km.

Os T-14 são equipados com modernos sistemas de radar, o que lhes confere vantagens específicas em termos de mira e controle de disparo. Assim, o T-14 também pode atingir aeronaves e interceptar foguetes e mísseis.

“É o único tanque com uma torre não tripulada e sistema de mira automática que pode coordenar drones no campo de batalha”, diz Konovalov.

O Armata é também o primeiro “tanque furtivo”, com visibilidade drasticamente reduzida nos espectros infravermelho, magnético e de rádio, e equipado com sistemas de proteção ativa “Afganit”.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.