RÚSSIA E BRASIL CONTINUAM DISCUTINDO AQUISIÇÃO DO PANTSIR-S1

Pantsir S1

O Brasil conduz negociações sobre a aquisição de sistemas de defesa aérea da Rússia desde 2013

LIMA, 31 de outubro. / TASS /. A Rússia e o Brasil ainda estão discutindo o acordo para comprar os sistemas de artilharia antiaérea e mísseis superfície-ar autopropelidos de médio alcance Pantsir-S1, disse o vice-diretor do Serviço Federal de Cooperação Militar e Técnica Anatoly Punchuk ao TASS à margem da exposição internacional de armas SITDEF 2021.

“No momento, a questão da compra da Pantsir pelo Brasil ainda está em discussão, as discussões continuam”, disse.

O Brasil tem conduzido negociações sobre a aquisição de sistemas de defesa aérea da Rússia desde 2013. Originalmente, a assinatura do contrato estava agendada para 2015. Em maio de 2016, o então chefe do Serviço Federal de Cooperação Militar-Técnica da Rússia, Aleksandr Fomin, disse que a Rússia estava preparada para entregar Pantsir sistemas para o Brasil, mas o contrato ainda não havia sido assinado devido a problemas internos naquele país.

Pantsir-S1 é capaz de atingir alvos aéreos, de superfície e navais em altitudes de até 15 quilômetros. O alcance efetivo de seu componente de artilharia é de quatro quilômetros. A cadência de tiro do canhão antiaéreo de 30 mm é de 5.000 tiros por minuto.

Fonte: TASS

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.