O DESTRÓIER VISAKHAPATNAM (Y 12704) FOI ENTREGUE A MARINHA INDIANA

O Visakhapatnam (Y 12704), cabeça de classe dos destróieres de mísseis guiados stealth do Projeto 15B construído em Mazgaon Docks Limited (MDL), foi entregue à Marinha indiana em 28 de outubro de 2021.

O contrato para quatro navios desse Projeto 15B foi assinado em 28 de janeiro de 2011. Este projeto é uma continuação dos destróieres da classe Kolkata (Projeto 15A) comissionados na última década.

Projetado pela Diretoria de Design Naval, organização interna de design da Indian Navy; e construído pela M/s Mazagon Dock Shipbuilders Ltd, Mumbai; os quatro navios são batizados como os nomes das principais cidades de todos os quatro cantos do país: Visakhapatnam, Mormugao, Imphal e Surat.

A quilha do Visakhapatnam foi lançada em outubro de 2013 e o navio foi lançado em abril de 2015. O projeto manteve em grande parte a forma do casco, máquinas de propulsão, muitos equipamentos e principais armas e sensores como a classe de Calcutá para se beneficiar da produção em série.

O navio de guerra possui 163 metros de comprimento, tem um deslocamento de carga total de 7400 toneladas e velocidade máxima de 30 nós. O conteúdo indiano geral do projeto é de aprox. 75%. Além de uma miríade de equipamentos indianos nas categorias ‘Flutuar’ e ‘Mover’, o destróier também está instalado com armas inidanas importantes, que incluem mísseis superfície-ar de médio alcance (BEL, Bangalore), mísseis superfície-superfície BrahMos (BrahMos Aeroespacial, Nova Delhi), lançadores de torpedo (Larsen e Toubro, Mumbai), lançadores de foguetes anti-submarinos (Larsen e Toubro, Mumbai) e um Super Rapid Gun Mount 76mm (BHEL, Haridwar).

A entrega de Visakhapatnam é uma afirmação do ímpeto dado pelo Governo da Índia e pela Marinha Indiana em direção a Aatma Nirbhar Bharat como parte dos 75 anos da Independência da Índia. A indução do contratorpedeiro, apesar dos desafios do COVID, é uma homenagem aos esforços colaborativos de grande número de partes interessadas e aumentaria as proezas marítimas do país na Indian Ocean Region.

Fonte: Indian Navy

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.