DRONE RUSSO SU-70 OKOTHNIK PERTO DE SER FABRICADO EM SÉRIE

O Ministério da Defesa da Rússia apresentou novas imagens do veículo aéreo de combate não tripulado Sukhoi 70 “Okhotnik”, ou caçador em russo, que já conta com protótipos em fábrica.

A Sukhoi espera realizar até o ano que vem, 2022 a conclusão dos protótipos podendo assim, assinar contrato de longo prazo com o Ministério da Defesa Russo em 2023.

O chefe da United Aircraft Corporation (UAC), Yuri Slyusar, relatou isso em 03 de agosto de 2020 ao presidente russo, Vladimir Putin. “Recebemos do Ministério da Defesa a tarefa de agilizar o trabalho de desenvolvimento, de movê-lo“ para a esquerda ”o máximo possível, para que as entregas comecem já em 2024.

O Veículo possui design de asa voadora, que remonta as aeronaves fabricadas pela Alemanha no final da Segunda Guerra Mundial para a Luftwaffe (Força Aérea da Alemanha): a HO 229. Mais recentemente, os Estados, outra aéronave com esse designe foi construída, o bombardeiro estratégico B-2 Spirit.

O Okothnik é movido por um único motor turbofan al-31f, que também é utilizado no SUkhoi-27 ou pelo al-41f melhorado, presente nos caças sukhoi-35s, permitindo voar a velocidades próximas a 1.000 km/h.

O primeiro voo teste ocorreu em: – 03 de agosto de 2019 quando a aeronave fez um voo solo O segundo teste foi realizado em 27 de setembro de 2019 com um caça Sukhoi 57, mas pelo que sem consta o Okhotnik foi ainda comandado do solo.

As primeiras fotos e vídeo apresentados trouxeram críticas negativas ao bocal de exaustão, que como no SU-57 eram defasadas e não seriam furtivos, mas segundo o Ministério da defesa não seria o definitivo. O expectador também deve lembrar da demorada transição de motor dos caças de 5ª geração SU-57…

Há também uma informação divulgada, não faz muito tempo, que o Okothnik poderia ser empregado a bordo do futuro projeto 23900 Ivan Rogov que é um porta-helicópteros anfíbio. Seriam empregadas três aeronaves a bordo do navio.

Há planos porém, para que diversos drones Okohthnik sejam comandados a partir do segundo assento do Sukhoi 57. Esta versão biplace do SU-57 ainda está sendo planejada.

Por Graan Barros

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.