NOVO CAÇA STEALTH RUSSO APARECE EM PÚBLICO PELA PRIMEIRA VEZ

Em 13 de julho, as contas da Rostec no Twuitter e YouTube publicaram um vídeo e uma contagem regressiva para comemorar a primeira exibição pública do novo caça de 5ª geração da Rússia. O texto do vídeo afirma: “Abrimos o véu de imagens misteriosas em nossa conta. O segredo será revelado no dia 20 de julho, primeiro dia do Salão Internacional de Aviação e Espaço MAKS-2021. Apresentaremos ao mundo uma aeronave de combate fundamentalmente nova.”

Anteriormente, imagens produzidas por entusiastas de aviação haviam sido divulgadas na internet.

Mas hoje, cinco dias antes da abertura da MAKS-2021, algumas fotos do caça foram divulgadas. É bem verdade que ele aparace coberto por um pano preto, revelando apenas o mínimo. Ele é um novo caça com características furtivas como o SU-57, mas projetado com o foco no mercado externo que no momento está sendo abastecido apenas pelo norte-americano F-35. Um caça que apresentou muitos problemas, os quis foram apresentadas no vídeo produzido pelo nosso colaborador Fabiano Brum e que você pode acessar no nosso canal do YouTube.

A Rússia espera boa receptividade para o seu novo caça pois não economizou convidando cerca de 120 delegações de 65 países para visitarem a MAKS-2021.

E o objetivo é esse mesmo, o de concorrer com o F-35. O projeto, entretanto, terá que não apresentar os mesmos problemas do concorrente americano e mesmo do SU-57. O projeto do SU-57 demorou tanto que atualmente, só possui um caça em operação dentro da Força Aérea da Rússia, e terá de ser barato para ser mantido pelas forças armadas de países interessados. Segundo a agência de notícias TASS o futuro caça desenvolverá uma velocidade máxima de voo de mais de Mach 2, será supermanobrável e com características de decolagem e aterrissagem melhoradas, porém não terá capacidade de pouso e decolagens verticais como o F-35.

Durante toda essa semana e até o dia da abertura do show aéreo russo a Rostec e a empresa desenvolvedora deverão apresentar novidades sobre o novo caça aos governos interessados, imprensa especializada e o público em geral. A maior dúvida é a de quando o caça aparecerá voando e seu cronograma de desenvolvimento, pois há muitos países interessados em modernizar suas forças aéreas.

A China já possui um caça furtivo operando plenamente: o J-20 e outro, que vai operar embarcado, o Shenyang FC-31 Gyrfalcon, em avançado estado de desenvolvimento. Há outras nações que estão desenvolvendo projetos de caças furtivos em diferentes níveis de sucesso como a Coréia do Sul e Turquia. A Turquia, país dirigido pelo polêmico presidente Recep Tayip Erdogan, que faz parte da OTAN, mas foi retirado do consórcio mundial criado pelos Estados Unidos que desenvolvia o F-35, mas atualmente, desenvolve seu projeto batizado de TF-X.

Por Graan Barros

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.