BRASIL ASSINA ACORDOS DE ARTEMIS DA NASA

O Brasil é o último país a assinar os Acordos Artemis, afirmando seu compromisso em garantir a exploração espacial sustentável que adere a um conjunto comum de princípios que beneficiam toda a humanidade.


Artemis

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil, Marcos Pontes, assinou o documento durante cerimônia no dia 15 de junho, em Brasília, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, e outras autoridades.

“A NASA está ansiosa por este dia desde dezembro passado, quando o ministro Pontes e o ex-administrador da NASA Jim Bridenstine assinaram uma declaração de intenções a respeito de uma possível cooperação no programa Artemis”, disse o administrador da NASA Bill Nelson. “Ao assumir este importante compromisso, o Brasil está posicionado para ser um líder em exploração segura e sustentável.”

O Brasil é o 12º país a assinar os Acordos Artemis e o primeiro na América do Sul a fazê-lo. Ele se junta a Austrália, Canadá, Itália, Japão, Luxemburgo, República da Coréia, Nova Zelândia, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos, Ucrânia e Estados Unidos na assinatura do documento, que estabelece um conjunto prático de princípios para orientar o espaço cooperação de exploração entre as nações que participam dos planos de exploração lunar do século 21 da NASA. O Brasil é a terceira nação a assinar os Acordos Artemis no governo Biden-Harris, depois da República da Coréia e da Nova Zelândia .

“A assinatura dos Acordos de Artemis é um momento histórico para o Brasil. Junto com os Estados Unidos e outros países teremos a oportunidade de explorar a Lua e iniciar infinitas outras possibilidades de cooperação internacional”, disse Pontes. “Estamos promovendo um grande esforço nacional , com o envolvimento do Governo e da indústria espacial brasileira. Como astronauta e Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, é uma honra para mim assinar a adesão do Brasil aos Acordos Artemis. ”

A NASA, em coordenação com o Departamento de Estado dos EUA, anunciou o estabelecimento dos Acordos Artemis em 2020. Os Acordos Artemis reforçam e implementam o Tratado de 1967 sobre os Princípios que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço Exterior, Incluindo a Lua e Outros corpos celestes, também conhecidos como Tratado do Espaço Exterior. Eles também reforçam o compromisso dos Estados Unidos e das nações parceiras com a Convenção de Registro, o Acordo sobre o Resgate de Astronautas e outras normas de comportamento que a NASA e seus parceiros têm apoiado, incluindo a divulgação pública de dados científicos.

Países adicionais irão aderir aos Acordos Artemis nos próximos meses e anos, à medida que a NASA continua a trabalhar com seus parceiros internacionais para estabelecer um futuro seguro, pacífico e próspero no espaço. Trabalhar com parceiros novos e existentes adicionará novas energias e recursos para garantir que o mundo inteiro possa se beneficiar de nossa jornada de exploração e descoberta.

Fonte: NASA

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.