A MARINHA DO IRÃ COMISSIONA A FRAGATA “DENA”

Quase 15 dias após perder o Navio de Apoio Logístico “Khark” em um incêndio, no Estreito de Omã a Marinha do Irã comissionou mais um navio fragata da classe “Mowj”, a “Dena”.

Desenvolvida e fabricada dentro do Irã, país que foi submetido recentemente a um severo embargo econômico e militar, a fragata não ostenta consigo grande avanço, como os prometidos lançadores de mísseis verticais, mas pelo menos, seus sensores e armamentos não precisam ser importados.

Abaixo, a playlist do Irã em nosso Canal do Youtube:

Segundo o Naval Technology, “a Mowj-Class está equipada com um conjunto de sensores que inclui um radar de rastreamento e busca de ar / superfície Plessey AWS-1 de longo alcance e dois radares de navegação. O Plessey AWS-1 é instalado no teto da frente do funil, enquanto os radares de navegação são instalados no mastro principal.”

A Marinha do Irã possui três navios da classe Mowj que possuem as seguintes características de engenharia: comprimento de 95 m, boca de 11,1 m, um calado de 3,25 m e um deslocamento de 1.500 tons. Motores de 10.000 hp (7.500 kW) e quatro geradores a diesel de 740 hp (550 kW). O navio pode atingir uma velocidade máxima de 30 nós (55,6 km / h). Ela tem uma equipe de 140 pessoas.

A fragata Classe Mowj está armada com quatro mísseis anti-navio Noor ou Qader, um canhão naval Fajr-27 de 76 mm, um Fath-40 AAA de 40 mm ou 1x 30 mm Kamand CIWS que é a versão iraniana do AK630 – capaz de disparar 4000-7000 tiros por minuto, dois canhões automáticos Oerlikon de 20 mm, quatro Mehrab SAM (Míssil Superfície-Ar), uma versão naval do Sayyad-2, dois torpedos triplos de 324 mm e duas metralhadoras pesadas de 12,7 mm.

Fonte: Navy Recognition (com adições)

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.