RENAULT FT-17 – OS 100 ANOS DO PRIMEIRO TANQUE DO EXÉRCITO BRASILEIRO

O Exército Brasileiro comemora a adoção, há 100 anos, do carro de combate francês Renault FT-17 Char de Faible Tonnagge 1917 ou Tanque de Baixa Tonelagem de 1917

Um Projeto de Louis Renault em colaboração com o General Jean-Baptiste Eugene Estienne.

Blindagem em aço, com 22 mm de espessura
Peso: 6,5 toneladas
Motor Renault de 4 cilindros, a gasolina, com potência de 39 hp, que lhes possibilitava atingir uma velocidade máxima de 7,5 km/h.
Torre com giro independente em 360º com um canhão Puteaux de 37 mm ou metralhadora Hotchkiss de 8 mm

Batismo de fogo: 1ª Guerra Mundial no dia 31 de maio de 1918

  • Seu projeto de construção se tornaria uma referência com o motor na parte traseira, torre no centro e sistema de direção à frente;

No Brasil a Companhia de Carros de Assalto, em 26 de maio de 1921 tornou-se o pioneiro da adoção da arma blindada na América do Sul.

Os Primeiros FT-17 no Exército Brasileiro:

Seis (6) equipados com canhões Puteaux calibre 37mm
Cinco (5) equipados com torre octogonal, armados com metralhadoras Hotchkiss calibre 7mm
Um (1) TSF” (“Telegrafia Sem Fio”), sem torre giratória e destinado à comunicação com os escalões superiores.

Características do Renault FT-17

Peso: 6,5 t
Comprimento: 5 m
Largura: 1,74 m
Altura: 2,14 m
Tripulação: Comandante-atirador e motorista
Blindagem: Veículo 22 mm
Armamento: Canhão de 37 mm ou metralhadora de 7,62 mm (0,30 in)
Motor Renault 4 cilíndros gasolina, 39 hp
Suspensão: molas verticais
Passagem de vau: 0,7 m
Obstáculo vertical: 2 m
Fosso: 1,8 m
Alcance Operacional: 65 km
Velocidade: 15 km/ h

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.