EUROFIGHTER – PRIMEIRO VOO EM CONFIGURAÇÃO ‘FULL LOAD’ PARA UM CAÇA ITALIANO

Pela primeira vez na Itália, a aeronave Eurofighter com quatro novas bombas GBU48, seis mísseis, dois tanques de combustível alijáveis e um pod LDP Litening.

Na dia 19 de março, uma aeronave Eurofighter da 4ª Asa voou, pela primeira vez na Itália, com quatro novas bombas GBU48 , seis mísseis, dois tanques e um pod LDP Litening .

Esta configuração de voo “Full Load” permite o transporte da capacidade máxima do armamento nas tarefas de “Swing Role”, ou seja, garantir que tanto as atividades de defesa aérea como de ataque ao solo são realizadas durante a mesma missão.

A 4ª Asa, que nasceu como base de alarmes para a Defesa Aérea nacional, atingiu assim um marco importante na atividade operacional desenvolvida ao serviço das Forças Armadas.

Enquanto por um lado a tripulação de voo teve que se familiarizar com a aeronave configurada com peso e capacidade diferentes em relação à atividade operacional normal, por outro lado, o pessoal do armeiro teve que passar pelo treinamento necessário para gerenciar com segurança todas as fases pré e pós voo na nova configuração.

A 4ª Asa depende do Comando do Esquadrão Aéreo por meio do Comando das Forças de Combate. Além de garantir a conversão operacional dos pilotos das Forças Armadas a serem utilizados na linha Eurofighter F-2000, é responsável por garantir a defesa aérea da área de interesse nacional, contribuindo para o controle, desde tempos de paz, do espaço aéreo relativo e realizar operações de defesa aérea nas áreas designadas, como parte da participação em operações internacionais de prevenção e gestão de crises. Especificamente, o Departamento está empenhado no serviço de alarme, 365 dias por ano, 24 horas por dia, através da utilização de aeronaves Eurofighter.

Fonte: Força Aérea da Itália

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.