TESTE DE AVIÃO DE VIGILÂNCIA CHINÊS KJ-600 SUGERE PROJETO AVANÇADO DE PORTA-AVIÕES

A mídia chinesa sugere que o próximo porta-aviões da China será equipado com um sistema avançado de catapulta, com a confirmação oficial do voo de teste de um avião de alerta precoce baseado em porta-aviões.

A mídia chinesa South China Morning Post afirmou que a emissora estatal da China CCTV confirmou que o avião KJ-600, a primeira aeronave de alerta precoce de asa fixa desenvolvida no país, realizou um voo de teste em Xian, na província de Shaanxi, no último mês de janeiro.

A aeronave KJ-600 foi projetada para operar a partir de porta-aviões, mas seu peso e motores turboélice o tornam menos potente que um caça, requerendo a ajuda de uma catapulta para decolar.

Atualmente, a China possui dois porta-aviões, Liaoning e Shandong, mas ambos têm rampas de esqui para decolagem. Um terceiro porta-aviões está sendo construído em Xangai.

O novo navio será muito maior que seus antecessores, segundo a mídia. O KJ-600 está sendo desenvolvido ao mesmo tempo que este novo porta-aviões.

Song Zhongping, especialista militar de Hong Kong, afirmou que o KJ-600 fez aumentar as especulações de que o próximo porta-aviões terá propulsão convencional, mas será equipado com uma catapulta eletromagnética.

“A pesquisa e desenvolvimento de equipamentos militares deve ser sincronizada. É difícil imaginar que um tipo de equipamento esteja pronto e fique esperando ociosamente”, disse Zhongping.

Especialista acrescentou que antes de o porta-aviões estar pronto para funcionar a aeronave KJ-600 seria testada em uma catapulta terrestre. Fontes da mídia chinesa informaram que a construção de um quarto porta-aviões começaria ainda neste ano.

O avião KJ-600 é uma aeronave bimotor de alerta precoce de tamanho médio e foi visto pela primeira vez no céu em agosto. Seu radar de varredura eletrônica ativa é capaz de detectar aeronaves furtivas como os caças norte-americanos F-22 e F-35.

Atualmente, os porta-aviões chineses apenas possuem helicópteros configurados para vigilância. Um avião com asa fixa, como o KJ-600, teria uma capacidade de carga útil muito maior para dispositivos melhores, um alcance mais longo e poderia aumentar muito o poder de um grupo de porta-aviões.

Fonte: Sputnik

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.