FORÇA AÉREA DOS EUA ‘APOSENTA’ 17 BOMBARDEIROS B-1 PARA INICIAR MODERNIZAÇÃO DE SUA FROTA

A Força Aérea norte-americana vai “aposentar” 17 bombardeiros B-1 Lancer de sua frota de 62 aeronaves deste modelo, para iniciar um programa de modernização.

“As contínuas operações de combate ao longo dos últimos 20 anos têm tido um impacto na estrutura do avião. Atualmente, uma pequena parte dos B-1B está em um estado que exigirá aproximadamente de dez a 30 milhões de dólares por aeronave para recuperar o status quo da frota a curto prazo, até que o B-21 entre em serviço”, disse a Força Aérea em um comunicado de imprensa.

A “aposentadoria”, aprovada pela Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA, na sigla em inglês), vai reduzir a frota para 45 aeronaves B-1, sendo que quatro dos aviões “aposentados” são obrigados a permanecer em condições recuperáveis.

O substituto, o bombardeiro B-21, será uma aeronave de quinta geração de maior alcance e avançada tecnologia furtiva. Os detalhes permanecem envoltos em segredo, embora publicações na imprensa da defesa sugiram que a aeronave não entrará em serviço por mais dez anos.

Os planos para a renovação da frota da aviação estratégica norte-americana implicam retirar do serviço todos os bombardeiros B-2 até 2032 e a aposentadoria de todos os aparelhos supersônicos B-1 até 2036.

Desta forma, a frota de bombardeiros dos EUA seria composta por apenas dois tipos de aeronaves até meados deste século, os B-52 Stratofortress e o secreto B-21 Raider.

Fonte: Sputnik Brasil

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *