CHILE FIRMA ACORDO DE COMPRA DE MÍSSEIS ANTINAVIO DOS EUA PARA FRAGATAS DA CLASSE ADELAIDE

O Departamento de Estado dos EUA aprovou o pedido do Chile de aquisição de mísseis SM-2 da Raytheon.

O contrato de compra está estimado em US$ 85 milhões (R$ 456 milhões), e inclui 16 mísseis SM-2 Block IIIA, duas seções de orientação MK 89 Mod 0 e um kit de dispositivo de detecção de alvos MK 45 Mod 14, bem como suporte relacionado, entre o qual “assistência técnica do Governo dos EUA e de empresas contratadas e outros elementos de apoio logístico relacionados, incluindo equipamento de manuseio de artilharia”.

Com o acordo, o Chile espera elevar suas capacidades de defesa antiaérea, envolvendo suas duas fragatas da classe Adelaide, a Melbourne (FFG 05) e a Newcastle (FFG 06), segundo comunicado da Agência de Cooperação em Defesa e Segurança.

O míssil SM-2 Block IIIA é um míssil terra-ar de médio alcance, também usado como míssil antinavio, originalmente desenvolvido para a Marinha dos Estados Unidos pela empresa americana Raytheon.

O míssil foi projetado para o Sistema de Lançamento Vertical Mk 41 (VLS) ou para o Sistema de Lançamento de Mísseis Guiados Mk 26 (GMLS).

Estes mísseis têm uma velocidade de Mach 3.5 e alcance de 167 quilômetros, podendo atingir alvos até 24.400 metros de altitude.

As fragatas da classe Adelaide estão armadas com mísseis ML 41 VLS, Mk 13, Harpoon e SM-2, bem como um canhão naval de 76 milímetros, um de 20 milímetros e dois tubos de torpedos triplos de 324 milímetros MK 32.

FFG-11 Capitán Prat (Classe Adelaide)
FFG -14 Almirante Latorre (Classe Adelaide)

Fonte: Sputnik

*com adições

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.