IRÃ COMISSIONA O NAVIO MAKRAN E REALIZA EXERCÍCIO DE LANÇAMENTO DE TORPEDO

A Marinha do Irã acabou de comissionar o navio logístico Makran. Este é o segundo navio empregado por uma força do país que foi convertido de um petroleiro. O primeiro, o “Sharrid Rudaki” foi comissionado para a Marinha do Corpo da Guarda da Revolução Islâmica do Irã (I.R.G.C.N.). Como já falamos no vídeo anterior, a ideia não é nova, pois a USNS (Estados Unidos) utilizam um projeto de navio petroleiro da classe Alaska como plataforma logística altamente reconfigurável em módulos, que podem ser empregados em diversas operações.

O destaque do Makran está no seu grande convôo onde é possível operar diversos helicópteros e diferente do que foi falado por aí, o navio possui guindaste para lançar ao mar suas 12 lanchas de ataque rápidas.

Outro ponto ignorado por algumas mídias é o emprego de armamentos para sua defesa antinavio e antiaérea. O Makran possui dois lançadores duplos de mísseis Ghadir, um em cada bordo do navio e pode admitir a bordo o sistema de defesa antiaéreo Khordad. Lembramos que a classe americana conhecida como Bases Móveis Expedicionárias (ESB) não possuem nenhum armamento, como é o caso da maioria dos navios de capital que têm sua defesa feita por navios-escolta, ou seja, corvetas, fragatas, etc.

Finalmente, ressaltamos a sua grande capacidade de combustível, o navio pode ter autonomia estimada de 1000 dias de mar, realizando missões SAR (Busca e Salvamento), Apoio Logístico, reabastecimento e transferência de suprimentos, Tratamento de feridos, etc.

Além do comissionamento do Makran, destacamos os recentes exercícios navais do Irã, onde houve um lançamento de torpedo feito pelo submarino Fateh. No vídeo é possível ver o torpedo realizando sua “carreira” e logo em seguida impactando o alvo.

Por Graan Barros

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.