ITA FIRMA ACORDO COM COMANDO DE DEFESA CIBERNÉTICA

No dia 03 de novembro, no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos – SP, organização do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) do Comando da Aeronáutica (COMAER), o Exército Brasileiro, representado pelo Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber), firmou acordo com o ITA, estabelecendo uma parceria entre as duas instituições com vistas à inovação e aperfeiçoamento do Sistema Militar de Defesa Cibernética (SMDC).

O Comando de Defesa Cibernética, Comando Operacional Conjunto que integra a estrutura regimental do Exército Brasileiro, tem seu efetivo composto por militares do próprio Exército, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira.

O Setor Cibernético, considerado estratégico e essencial para a Defesa Nacional, vem sendo tratado pelas Forças Armadas, sob a coordenação do Exército, desde 2010, culminando em 2014 na criação do ComDCiber, este tendo como uma das suas principais atribuições a mitigação das vulnerabilidades do ambiente cibernético no País. Da mesma forma que o Setor de Defesa Cibernética, o Sistema Militar de Defesa Cibernético exige dinamicidade e constantes melhorias na governança, na gestão das inúmeras iniciativas e, consequentemente, efetividade dos resultados.

A inovação e o aperfeiçoamento do Sistema Militar de Defesa Cibernética (SMDC) demandam estudos e pesquisas específicos em áreas como Pesquisa Operacional, Engenharia de Sistemas, Estruturação e Solução de Problemas Complexos, dentre outras. O ComDCiber, órgão central do SMDC, identificou esta competência no ITA, que possui larga experiência em projetos para o Governo Federal, assim como para entidades internacionais, e dispõe de especialistas, em seus quadros, com relevante atuação acadêmica em pesquisas em áreas estratégicas para o País, tais como Aeroespacial e Defesa, Energia, Tecnologias Convergentes e Habilitadoras (Manufatura Avançada). Desta forma, foi acordada uma parceria através da assinatura de um Termo de Execução Descentralizada (TED).

Compareceram presencialmente ao evento o Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Major- Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara; o Reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Professor Doutor Anderson Ribeiro Correia; o Chefe do Estado-Maior Conjunto do Comando de Defesa Cibernética, Brig Ar Marco Aurélio Martins Gabriel, representando o Comandante de Defesa Cibernética, General de Divisão Guido Amin Naves; o Presidente da Fundação Casimiro Montenegro Filho, Brigadeiro Engenheiro Luiz Sérgio Heinzelmann; o Coordenador da Consultoria Jurídica da União em São José dos Campos, Dr. Carlos Freire Longato; e o Vice-Reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Professor Doutor Jesuíno Takachi Tomita.

Em adaptação às condutas relativas à prevenção contra a COVID-19, participaram à distância componentes do efetivo do ComDCiber e do ITA.

“O ComDCiber está muito satisfeito com a realização desta parceria e enxerga nesta aproximação uma grande oportunidade para incrementar o nosso Sistema Militar de Defesa Cibernética”, disse o Brigadeiro do Ar Gabriel.

O Termo de Execução Descentralizada tem por objeto estabelecer a parceria entre o Comando de Defesa Cibernética e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica, a fim de se obter a modelagem e a definição dos requisitos para o Sistema Militar de Defesa Cibernética.

O Reitor do ITA, Prof Anderson, afirmou que “esta é a primeira parceria oficial nesse tema do ITA com o Exército Brasileiro, o que muito nos orgulha e nos enche de perspectivas de grandes contribuições mútuas”.

A parceria entre o ComDCiber e o ITA pretende, ao final, entregar soluções e produtos concretos para problemas operacionais reais e atuais na esfera militar da defesa cibernética.

Segundo o Diretor-Geral do DCTA, Major Brigadeiro do Ar Potiguara, “Esta parceria demonstra o desafio e a capacidade de unidade de esforços das duas organizações militares na busca por melhorias e evolução na estruturação e desenvolvimento de soluções para um problema complexo como é a Defesa Cibernética”.


Fonte: ITA, por Capitão Fábio Cox

Fotos: DCTA, por Sargento Roberto e ITA, por Capitão Fábio Cox

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.