IRÃ LANÇA NOVO NAVIO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS: SHAHID ROUDAKI

A Marinha do Corpo da Guarda da Revolução Islâmica do Irã (IRGCN) divulgou um vídeo com a cerimônia de comissionamento, realizada na quinta-feira, dia 19, na Base de Bandar Abbas, no Estreito de Hormuz do seu Navio de Operações Especiais “Shahid Roudaki”.

Convertido de um navio petroleiro, o “Shahid Roudaki” possui 492 pés (150 metros) de comprimento e 72 pés (22 metros) de boca, ou largura. O seu convés aberto permitiu, inclusive, a criação de um heliponto.

No heliponto viu-se um helicóptero Bell 412.

Para sua defesa de ponto, também chamada de defesa interna, foram instaladas uma arma antiaérea de 23 mm e várias metralhadoras pesadas.

No dia da cerimônia foi exposto no convés, o sistema antiaéreo de médio alcance 3º Khordad que já possui na sua folha de serviço o abate do Veículo Aéreo Não-Tripulado da marinha dos Estados Unidos: “Global Hawk RQ-4A”.

As famosas lanchas interceptoras que trabalham com o princípio básico da saturação, pois dezenas delas armadas com foguetes e mísseis antinavio podem participar de ataques a meios navais, saturando os seus sistemas de defesa, também estavam no convés. Entretanto, não observamos um Turco (guindaste) para lançá-las ao mar, algo essencial em uma operação.

Dos drones, meio bastane desenvolvido na indústria iraniana, estava presente um modelo oriundo da guerra Irã-Iraque nos anos de 1990, o Ababil que inicialmente começou como munição suicida e atualmente realiza também, missões de inteligência, vigilância e reconhecimento.

Podemos observar também o modelo mais recente de “small quadrotor”

O destaque, porém, foi para os dois lançadores de mísseis antinavio Qader, que é uma versão iraniana do C-802 chinês com alcance estimado em 280 km.

Segundo as autoridades iranianas, o navio deve operar até mesmo no Mar Mediterrâneo para permitir apoiar o seu aliado sírio, contra forças sunitas patrocinadas por Israel, Estados Unidos e Arábia Saudita, entre elas: Al-Qaeda, Estado islâmico, Harir Tahrir Al-Shan, entre outros grupos aliados de força ocidentais que lutam contra o governo Alauíta/ Xiita de Bashar Al-Assad.

11.Podemos comparar o “Shahid Roudaki”, aos navios da USNS como, as Bases Móveis Expedicionárias (ESB), que também são versões de uma classe de petroleiros que são empregados em apoio a US Navy.

Um exemplo desse tipo de navio dos EUA é o “USNS Hershey Woody Williams” que visitou brevemente, o Porto do Rio de Janeiro e que realizamos a filmagem.

Por Graan Barros

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *