FORÇA AÉREA ARGENTINA REALIZA EXERCÍCIO INTEGRADOR AUKAN

Com o objetivo de integrar conjuntamente aviões tripulados e sistemas aéreos não tripulados para verificar a capacidade de busca por Sistemas Aéreos Militares Remotamente Piloteados (SAMIRP) em operações de Busca e Salvamento, durante a jornada de terça-feira 24 foi realizado, no Centro de Lançamento de Projetiles Autopropulsionados (CELPA) 1 Chamical, o exercício integrador Aukan.


Este projeto, que vem sendo gestado desde abril e foi adiando a sua concretização devido ao contexto de pandemia, foi organizado pela Direcção-Geral da Investigação e Desenvolvimento (DGIYD), responsável pelo brigadeiro Cesar Cunietti, que trouxe a mídia não tripulada.

Como o seu nome indica, a sua importância reside na integração de diferentes meios trabalhando em forma coordenada num determinado ambiente operacional. ′′ Pela primeira vez na história da Força Aérea Argentina, integra-se um meio não tripulado operando com meios tripulados. Isto nunca foi feito e até não está estabelecido até agora uma doutrina de emprego, portanto, é o pontapé inicial para começar a trabalhar e ver como no futuro vamos operar em conjunto (…). Isto é realmente um marco histórico para a nossa Instituição “, Garanta o comodoro Alfredo Di Mascio, vice-diretor-geral da pesquisa e desenvolvimento.


Além disso, participaram outros organismos, como é o caso do Comando de Treinamento e Alistamento (CAA) que somou as aeronaves A 4-AR Fightinghawk e os Bell 412 EP; a Direcção-Geral da Segurança Operacional Militar que deu abertura ao aeródromo; a Direcção-Geral da Segurança Operacional Militar que deu abertura ao aeródro Geral da Educação que contribuiu com pessoal, incluindo pilotos e operadores dos sistemas aéreos não tripulados e que fazem parte do Curso de Operadores de Sistemas Aéreos Não Tripulados (COSANT), bem como o autobomba apresto para qualquer eventualidade; a Direcção-Geral de Comunicações e Informática que forneceu suporte com o estabelecimento de redes de comunicações; o Comando Aeroespacial, cuja informação obtida é transmitida em tempo real ao Centro de Operações Aeroespaciais (COAe) Merlo; e a Direcção-Geral da Saúde que cumpre determinadas exigências, como o hisopado geral prévio que foi realizado a todo o pessoal para que cheguei ao Centro com resultado negativo.



Uma simulação bem sucedida

O conceito de operação envolveu um ataque simulado de um avião A 4-AR a um objetivo material. Ao sofrer uma avaria a aeronave, o piloto deveria ter ejetado e informar a sua situação à direção do exercício que ativou uma cela de busca e salvamento.

Todas as informações recebidas foram direcionadas para o COAe Merlo e, em estreita coordenação com o Centro de Informação e Controle (CIC) móvel localizado em Chamical, começou-se com esse processo: descolou uma aeronave não tripulada, o Aukan, que realizou um padrão de busca sobre última posição informada pelo piloto até detectar a posição exata através de coordenadas geográficas transmitidas ao CIC e, por sua vez, transmitida ao COAe Merlo, organismo que autorizou a descolagem do helicóptero Bell 412 EP, que navegou até essa posição , extraiu o piloto da área de ejeção e transferiu-o para a base de operações.

Visita de autoridades

Para se interiorizar sobre o exercício e dialogar com o pessoal de cada uma das aéreas envolvidas, durante as primeiras horas da manhã, chegou ao CELPA uma comitiva de autoridades liderada pelo titular da Força Aérea, brigadeiro Xavier Julián Isaac, acompanhado pelo Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Brigadeiro-General Juan Martín Paleo; o titular do CAA, brigadeiro Oscar Palumbo e o diretor-geral da Educação, brigadeiro Walter Brun, além de altas autoridades da nossa Instituição, e os seus pares do exército e A Marinha.

Antes de começar as atividades, o Esquadrão Histórico Mentor B-45, recentemente ativado, e aviões Texan II da Escola Militar Aviação atravessaram o céu riojano dando marco a esse treinamento.

Fonte: Fuerza érea Argentina

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.