BOMBARDEIRO B 1B ‘LANCER’ VOA COM MÍSSIL ‘JASSM’ EM PONTO EXTERNO DA AERONAVE

A Força Aérea dos Estados Unidos fez voar o seu bombardeiro estratégico com asas de geometria variável, B-1B “Lancer” com um AGM-158 JASSM, sigla para (Joint Air-to-Surface Standoff Missile), míssil de cruzeiro subsônico desenvolvido pela empresa Lockheed Martin.

O AGM-158 voa através de orientação inercial e atualização por GPS, com a fase final de voo guiada por reconhecimento prévio da imagem do alvo por infravermelho. A ogiva é uma WDU-42 / B de 450 kg ( ou 1000 lb) perfurante.

A demostração foi realizada através de uma espécie de voo cativo, como deve ter sido o recente voo de um F-5Mike com um míssil de cruzeiro AV-TM 300 da Avibrás preso a um ponto duro sob a fuselagem do caça, para testar sistemas de orientação, mas fotografado erroneamente com se fosse os testes do futuro míssil Micla. Neste caso, o B-1B Lancer não testou sistemas internos, mas a segurança de liberar munições em voo da aeronave, que normalmente as despacha através de sua baia interna.

A iniciativa visa permitir que o “lanceiro” ou melhor, bombardeiro aumente a sua capacidade de carregar armamentos, não nucleares, além da sua já grande baia interna. Agora, com pontos na fuselagem, outros armamentos além da JASSM, como os futuros mísseis de cruzeiro hipersônicos que estão sendo desenvolvidos pela indústria americana podem ser lançados a partir deste novo ponto.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.