GENERAL MARK MILLEY SE DESCULPA POR ESTAR AO LADO DE TRUMP DURANTE PROTESTOS ANTIRRACISTAS NOS ESTADOS UNIDOS

O Chefe Maior das Forças Armadas dos Estados Unidos, General Mark Milley resolveu se pronunciar através de um vídeo sobre o papel dos militares americanos diante de situações de crise como a atual. Milley fez uma espécie de mea culpa por sua presença, ao lado do presidente, no momento em que Trump mandou interromper um protesto pacífico que ocorria em frente a Casa Branca com bombas, somente para fazer fotos para propaganda pessoal, em frente a uma igreja.

“Muitos de vocês viram os resultados da minha fotografia na Praça Lafayette, na semana passada. É o debate […] sobre o papel do militar na sociedade. Eu não deveria ter estado lá naquele momento e naquele ambiente. Criei uma percepção de um militar envolvido na política doméstica…”

Diversos outros militares de alta patente também demostraram insatisfação com a condução de Trump na crise iniciada com o brutal assassinato de Floyd, asfixiado até a morte por policiais. Trump foi acusado de não demonstrar uma postura conciliatória por não ter pedido desculpas a família pela morte de George Floyd e, principalmente, recorrer as forças armadas contra o povo. A reação dos militares de alta patente contra o POTUS (Presidente dos Estados Unidos) beneficia e amadurece sobremodo a democracia dos Estados Unidos.

Leia também!

Infelizmente, abaixo do Equador alguns militares saudosos de 1964 ameaçam a democracia brasileira a todo momento. Ameaçam as instituições como o STF e o Congresso, ameaçam o direito ao protesto, insistindo na excludente de ilicitude (uma espécie de liberdade para matar manifestantes) e aparelham as polícias e forças armadas para agir somente contra manifestantes de ideologias diferentes do governo. O próprio presidente afirmou no escandaloso vídeo da reunião ministerial, que o negócio dele é escancarar o armamento e que o objetivo é usar a população armada a favor dele e contra a esquerda. Bem diferente do que ele falou anteriormente, de que o armamento seria para segurança da população.

Por Graan Barros

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *