MILITARES BRASILEIROS FORAM EXPOSTOS AO CORONAVÍRUS PARA SEREM IMUNIZADOS, AFIRMA COMANDANTE

Segundo reportagem do jornalista Sergio Ramalho do site Intercept, os militares do Exército Brasileiro empregados na força-tarefa humanitária a refugiados venezuelanos, em Roraima, estão sendo expostos de forma proposital ao novo coronavírus. A alegação do comandante da operação, o general Antônio Manoel de Barros, é imunizar a tropa para futuras missões, como pode ser visto no vídeo que ele mesmo produziu e até incentivou que fosse compartilhado com parentes dos militares.

Ainda segundo a reportagem, a “ideia é buscar o que na literatura médica se chama de imunidade de rebanho ou de grupo. Ela é atingida quando a maioria de uma determinada população já criou defesas contra uma doença infecciosa. Isso acaba por extinguir localmente o vírus ou bactéria causador dela por falta de organismos suscetíveis para infectar e se reproduzir.”

O general ainda afirma que 55 militares dos 567 envolvidos na operação estão com covid-19.

Para a ler a reportagem completa do Intercept Brasil, clique aqui.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *