google.com, pub-9763613062442243, DIRECT, f08c47fec0942fa0

ÍNDIA RECRIA ESQUADRÃO “TIGERSHARKS” COM CAÇAS “SU-30 MKI” PARA CONTER A CHINA

  • Esquadrão-Tigerfish-222-da-Força-Aérea-da-Índia3
  • Thanjavur-Índia-Esquadrão-222
  • SU-7-da-Força-Aérea-da-Índia
  • Esquadrão-Tigerfish-222-da-Força-Aérea-da-Índia4
  • Esquadrão-Tigerfish-222-da-Força-Aérea-da-Índia2
  • Esquadrão Tigerfish 222 da Força Aérea da Índia2

Segundo a Força Aérea da Índia, foi reinaugurado hoje, o esquadrão 222 “Tigersharks”, agora mobiliado com caças de fabricação russa, SU-30 MKI. O “222” surgiu no final da década de 1960 com caças SU-7 e a partir de 2011 adotou o MIG-27, revelando que a Índia seria um cliente constante de material bélico da ex-União Soviética, atual Rússia.

Os Sukhoi 30MKI desempenharão importante missão marítima antinavio (AsuW), pois com a integração recente dos mísseis BrahMos, com seu alcance de 300 km, permitirá a Força Aérea da Índia melhorar a dissuasão contra a China em suas pretensões marítimas no oceano Índico.

Estiveram presentes na cerimônia de hoje, em Thanjavur, o chefe da equipe de defesa da Índia, general Bipin Rawat, e o chefe de aeronaves da IAF, marechal RKS Bhadauria, além do comandante sul da IAF.



Por Graan Barros

Facebook Comments


Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close