EXÉRCITO RECEBE AS NOVAS PORTADAS “IMPROVED RIBBON BRIDGE”

  • Portadas 'Improved Ribbon Bridge'
  • Portadas-Improved-Ribbon-Bridge2

Curitiba (PR) – Durante os dias 21 de outubro a 1° de novembro, a 5ª Divisão de Exército coordenou a Operação Logística “Improved Ribbon Bridge”- (IRB).

O objetivo principal da operação foi transportar as novas equipagens de Engenharia de Combate do Porto de Paranaguá até 5º Batalhão de Engenharia de Combate Blindado, sediado em Porto União/SC.

“As embarcações de manobra vieram dos Estados Unidos, os palletes que ficam em cima dos caminhões do Canadá, a portada e os caminhões da Europa. É uma operação de transporte muito complexa. Nós tivemos que trazer materiais de diversas partes do mundo, fazer com que eles chegassem de forma sincronizada no mesmo período e em Paranaguá organizar essa operação de transporte”, explica o Subdiretor da Diretoria de Material de Engenharia (DME), Coronel Alexandre Lopes Nogueira.



O recebimento das novas equipagens envolveu diversas organizações militares da 5ª DE, entre elas: 5º Blog (5°Batalhão Logístico), 27ºBLog (27º Batalhão Logístico), 5ºBE Cmb Bld e 5ªCompanhia de Polícia do Exército (5ª Cia PE). A 5ª DE também recebeu apoio da Base de Apoio Logístico do Exército (RJ), do 2º Batalhão de Engenharia de Combate (SP), do 9º Batalhão Logístico (RS) e do 3º Batalhão de Suprimento (RS).

Modernização na Engenharia de Combate brasileira

O Exército Brasileiro não modernizava seus equipamentos de Engenharia de Combate desde a década de 90. O recebimento desses novos equipamentos, aumenta as capacidades em âmbito nacional, e mais especialmente, nos estados a qual a 5ª DE abrange – Paraná e Santa Catarina. “A importância desse equipamento é que eles trazem um aumento das capacidades para o 5º BE Cmb Bld, desta forma ele poderá apoiar a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada nos exercícios de transposição do curso d´água, principalmente utilizando como uma portada para transporte de blindados, bem como para o lançamento de uma ponte. Essa equipagem tem um emprego dual, podendo ser utilizada em operações de defesa da pátria e também em operações de cunho humanitário”, ressalta o chefe da 4ª seção da 5ª DE, Coronel Laurindo Pereira Da Silva.

A Equipagem IRB faz parte do Programa Estratégico do Exército “Sistema de Engenharia, Projeto Material de Engenharia Combate”, que tem por objetivo a aquisição e modernização de sistemas e materiais de emprego militar específicos da Engenharia de Combate, de modo a permitir o apoio adequado à Força Terrestre no tocante às tarefas de mobilidade, contra mobilidade e proteção, em operações de guerra e não guerra.

Título original: 5ª DE coordena Operação Logística “Improved Ribbon Bridge”

Obs.: No Exército Brasileiro o pontes são denomidas “portadas”

Fonte: 5ª DE

Facebook Comments


Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close