MARINHA DOS EUA BATIZA O USNS MIGUEL KEITH (ESB 5)

WASHINGTON (NNS) – A Marinha batizará o USNS Miguel Keith (ESB 5) “Expeditionary Sea Base” durante uma cerimônia às 10 horas PDT [hora do pacífico] de sábado, 19 de outubro, no General Dynamics NASSCO, em San Diego.

O navio é nomeado em homenagem ao veterano do Marine Corps Vietnam e ao recebedor da Medal of Honor Lance Cpl. Miguel Keith, e é o primeiro navio a levar o nome.

O general aposentado Walter E. Boomer, USMC, 24º comandante assistente do Corpo de Fuzileiros Navais, fará o discurso principal da cerimônia. Em uma tradição da Marinha consagrada pelo tempo, a mãe de Keith, Eliadora Delores Keith, que será madrinha do navio, quebrará uma garrafa de vinho espumante na proa para batizar formalmente o navio.

“O USNS Miguel Keith homenageia o serviço dedicado e heróico de um companheiro da Marinha”, disse o honorável Richard V. Spencer, secretário da Marinha. “Essa dedicação permanecerá no navio e em sua tripulação à medida que forem implantados em todo o mundo, trazendo capacidade adicional à nossa frota. Este batismo não pode ser alcançado sem a dedicação demonstrada pelos homens e mulheres que trabalharam incansavelmente para construir este navio. ”

Keith nasceu em San Antonio, Texas, em 1951. Ele deixou a North High School em Omaha, Nebraska, em dezembro de 1968, e se alistou na Reserva do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA em Omaha em 21 de janeiro de 1969. Foi dispensado em 30 de abril de 1969 e alistado no Corpo de Fuzileiros Navais em 1º de maio de 1969.

Em 1969, Keith serviu como artilheiro com o pelotão de ação combinada 132, III força marinha anfíbia na província de Quang Ngai, República do Vietnã. Ele foi promovido ao posto de Lance Corporal em 1 de abril de 1970.

Ele foi gravemente ferido na manhã de 8 de maio de 1970, quando seu pelotão sofreu um ataque pesado. Apesar de ter sido ferido no ataque e aberto a fogo hostil, ele continuou a atacar o inimigo com tiros pesados ​​de metralhadora.

Os esforços de Keith resultaram na morte de três atacantes e na dispersão de dois adversários restantes. Apesar de receber mais ferimentos graves causados ​​por uma granada inimiga, ele continuou avançando contra cerca de 25 soldados inimigos, matando quatro e dispersando o resto.

Keith foi mortalmente ferido, mas seu desempenho diante de probabilidades esmagadoras contribuiu, em grande parte, para o sucesso de seu pelotão derrotando uma força inimiga numericamente superior.

Os navios da classe ESB são plataformas modulares e altamente flexíveis, otimizadas para apoiar uma variedade de missões marítimas, incluindo a Força de Operações Especiais (SOF) e as Operações de Contagem de Minas Aerotransportadas (AMCM), além de apoio humanitário e manutenção de missões militares tradicionais.

Construída pela General Dynamics NASSCO, a classe Montford Point é composta por cinco navios em duas variantes: doca de transferência expedicionária e base marítima expedicionária. USNS Montford Point (T-ESD 1), USNS John Glenn (T-ESD 2) e USS Lewis B. Puller (ESB 3) e USNS Hershel “Woody” Williams (ESB 4) foram entregues à frota. Miguel Keith é a terceira plataforma da variante ESB e está programada para ser entregue ainda este ano.

A plataforma possui um hangar de aviação e cabine de comando que inclui quatro pontos de operação capazes de pousar helicópteros equivalentes a MV-22 e MH-53E, acomodações, espaços de trabalho e armazenamento de munições para uma força embarcada. A plataforma também fornecerá recursos aprimorados de comando e controle, comunicações, computadores e inteligência para apoiar o planejamento e execução de missões de força embarcada. A área reconfigurável do convés da missão pode armazenar equipamentos de força embarcados, incluindo trenós para minas e barcos infláveis ​​com casco rígido.

Fonte: US Navy

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *