DESTRÓIER CHINÊS CHEGA AO JAPÃO PARA REVISÃO INTERNACIONAL DE FROTA

O destróier naval chinês Taiyuan chegou a Sagami Bay, sudoeste de Tóquio, no Japão, na quinta-feira para participar de uma revisão internacional de frota prevista para 14 de outubro.

É a primeira vez que a Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA) participa de uma revisão naval organizada pela Japanese Maritime Self Defense Force (MSDF), em português: Força de Autodefesa Marítima Japonesa . É a primeira vez que um navio da marinha chinesa visita o Japão em 10 anos.

O Taiyuan, um destruidor de mísseis guiados, entrou no mar perto de Yokosuka por volta das 7:00 da manhã, horário local, e foi recebido por navios japoneses da MSDF. Uma grande cerimônia de boas-vindas foi realizada com a participação de mais de 300 representantes do lado chinês e do MSDF japonês.

Kong Xuanyou, embaixador chinês no Japão, disse na cerimônia de boas-vindas que o destróier naval é visto como um enviado de paz e amizade.

A participação na revisão internacional da frota demonstrou a sinceridade da China em promover o bom desenvolvimento das relações China-Japão e sua disposição em fortalecer trocas e cooperação com outros países, disse ele, acrescentando que também transmitia a firme crença da China no desenvolvimento pacífico.

Segundo Kong, a cooperação em defesa é uma parte importante das relações China-Japão. Ele esperava que os departamentos de defesa dos dois países pudessem fortalecer ainda mais o intercâmbio e a comunicação, gerenciar adequadamente as diferenças, aumentar a confiança mútua, promover relações de segurança construtivas alinhadas com a nova era, de modo a injetar impulso na melhoria contínua e no longo prazo, saudável e desenvolvimento estável das relações bilaterais.

Gong Yuanxin, oficial da Marinha chinês, disse que o Japão enviou o destróier JS Suzutsuki (DD-117) para participar do desfile naval realizado pela China em abril na província chinesa de Shandong para comemorar o 70º aniversário de fundação da Marinha do PLA. Todos os oficiais e soldados do Taiyuan mostrarão um novo visual do exército chinês com excelentes qualidades e bom estilo, disse Gong.

O chefe do distrito da MSDF Yokosuka, Gojiro Watanabe, disse durante a cerimônia que espera que a atividade de intercâmbio ajude a promover as relações amistosas entre as Forças de Autodefesa do Japão e a marinha chinesa e a melhorar a amizade entre os dois países.

Embarcações da Austrália, Grã-Bretanha, Canadá, Índia, Cingapura e Estados Unidos também devem participar da revisão naval, que será realizada em 14 de outubro na Baía de Sagami, perto da Prefeitura de Kanagawa, de acordo com o MSDF.

A Coréia do Sul não foi convidada para o evento devido ao relacionamento não amigável entre Tóquio e Seul.

Fonte: Global Times

11.1-.2019

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *