PIÑERA RECHAÇA A DECLARAÇÕES DE BOLSONARO SOBRE MICHELLE BACHELET

  • Piñera - Foto de Javier Torres AP

(CNN Spanish) – Nesta quarta-feira, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, respondeu às declarações de seu par brasileiro Jair Bolsonaro, que se referiu em termos duros à ex-presidente Michelle Bachelet, a quem ele acusou de “intrometer-se” na soberania Brasileira

A polêmica começou quando o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse que no Brasil havia uma “redução do espaço cívico e democrático”, especialmente contra os defensores da natureza e dos direitos humanos, aos quais Bolsonaro respondeu que “sim não era para o pessoal de Augusto Pinochet, que derrotou a esquerda chilena e o pai de Bachelet, hoje o Chile seria uma Cuba. ”

A este respeito, Piñera disse que “todos têm o direito de ter seu próprio julgamento histórico sobre os governos que ocorreram no Chile nas décadas de 70 e 80”, mas que essas visões “devem ser expressas com respeito pelas pessoas”.



O presidente chileno ressaltou que não compartilhou “de toda a alusão feita pelo presidente Bolsonaro a um ex-presidente do Chile e, especialmente, sobre um assunto tão doloroso quanto a morte de seu pai”.

Alberto Bachelet, pai do ex-presidente, foi general da Força Aérea entre 1940 e 1973 e morreu em 1974 dentro de uma prisão em Santiago, onde foi interrogado e torturado por seus próprios companheiros durante o início da ditadura militar de Augusto Pinochet. 

Fonte: CNN em espanhol

Por Cristopher Ulloa

Facebook Comments


Compartilhe
Close