MARINHA PROPÕE FIM DA PARTICIPAÇÃO BRASILEIRA NA FORÇA TAREFA NO LÍBANO

Participação de Navio da MB na Força-Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL)

A Marinha do Brasil propôs ao Ministro da Defesa que a participação de um Navio na FTM-UNIFIL seja encerrada, até dezembro de 2020, levando-se em consideração as seguintes abordagens:

1) Política-estratégica – a Política Nacional de Defesa (PND) e a Estratégia Nacional de Defesa (END) estabelecem como área de interesse prioritário o entorno estratégico brasileiro, que contempla, como regiões marítimas, a Antártica e o Atlântico Sul, incluindo os países da costa ocidental africana. Além disso, há a presença crescente de potências extra-hemisféricas na África e no Caribe, em vertentes de segurança e controle marítimo, comércio e influência militar, indicando a necessidade de revitalização da Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS).



2) Conjuntural – A conjuntura econômica impõe à Força Naval um cenário de recursos limitados e, nesse contexto, faz-se necessário priorizar algumas iniciativas.

3) Análise de eficiência – Os ganhos político e operacional e o esforço logístico necessário para manter um navio de guerra, por oito meses, afastado de sua base, indicam a necessidade de um redirecionamento desse emprego em nosso entorno estratégico.

CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA MARINHA

Facebook Comments


Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close