IAE TESTA CAPACIDADE DO ARMAMENTO ANTICARRO DO AH-2 SABRE DA FAB

  • Sequência de fotos do teste com armamento da aeronave AH-2 Sabre
  • Míssil-Ataka

O IAE participou da AVAOp da eficácia do armamento da aeronave AH-2 SABRE contra o CCM-41 realizada no Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), na Serra do Cachimbo, estado do Pará, entre julho e agosto de 2018*. Essa AVAOp foi uma das fases do Adestramento Conjunto Específico de Táticas, Técnicas e Procedimento (Adst Cj TTP) relativo ao emprego de Helicópteros de Ataque (Emp He Atq) da FAB em proveito das Forças Navais e Terrestres Anticarro (DAC).

A AVAOp foi solicitada pelo MD e envolveu militares das três Forças Armadas (FAB, Exército Brasileiro e Marinha, ficando a cargo da equipe da IAE a realização de toda a instrumentação e medições para análise de letalidade.

Por meio de filmagem convencional de alta velocidade, fotografia, sensores de pressão e instrumentos para medida de penetração e perfuração, analisou-se o grau de danos infringidos ao blindado pela munição de 23 mm, foguete de 80 mm com cabeça anticarro e míssil anticarro (Ataka) do helicóptero de ataque AH-2.



Como resultado, obtiveram-se diversos parâmetros de desempenho e de letalidade de todos os armamentos do AH-2 citados. A experiência da AVAOp trouxe grande elevação de conhecimento sobre emprego de armamentos em cenário real de conflito por meio de lições aprendidas, melhoria de técnicas de instrumentação, aprimoramento no tratamento de dados e compartilhamento de experiência com militares de diversas localidades, especializações e Forças.

Título original: “Avaliação Operacional (AVAOp) da eficácia do armamento da aeronave AH-2 SABRE contra o Carro de Combate M-41 (CCM-41)”

*Notícia de agosto, mas nunca publicada por nenhuma mídia.

Fonte: IAE

Facebook Comments


Compartilhe
Close