PRIMEIRA FUZILEIRA NAVAL A INICIAR TREINAMENTO NO F-35C LIGHTNING II

  • F-35C Lightning II Flight Operations On USS Nimitz (CVN 68)
    PACIFIC OCEAN (July 10, 2019) Sailors inspect an F-35C Lightning II assigned to the Raiders of Fighter Attack Squadron (VFA) U.S. Navy photo by Mass Communication Specialist 3rd Class Christopher R. Jahnke/Released)
  • Two F-35C's Fly Over Snow Covered Serria Mountains
    190228-N-SS390-0234 LEMOORE, Calif. (February 28, 2019) Two F-35C Lightning II aircraft from Naval Air Station Lemoore flown by Maj. Michael Fisher and Capt John Taliaferro from Strike Fighter Squadron (VFA) 125 "Rough Raiders" fly in formation over the Sierra Nevada Mountain Range after completing a training mission (NASL), Calif. VFA-125 & VFA-147 are both located at NASL, Calif. VFA-125 is the Fleet Replacement Squadron (FRS) for the F-35C Lightning II. VFA-147 is U.S. Navy's first operational F-35C squadron and are attached to Carrier Air Wing (CVW) Two. (U.S. Navy photo by Lt. Cmdr. Darin Russell/Released)

KINGSVILLE, Texas (NNS) – A fuzileira Naval (Marine 1st Star), Catherine Stark ganhou seu Wings of Gold como aviadora do Corpo de Fuzileiros Navais com Training Air Wing 2, Estação Aérea Naval Kingsville, 2 de agosto e agora está se preparando para começar a treinar sua aeronave de frota designada : o F-35C Lightning II Joint Strike Fighter.

Stark, atualmente ligada ao “Fighting Redhawks” do Training Squadron (VT) 21, está em treinamento desde o início de 2016. Ela completou o treinamento como oficial do Corpo de Fuzileiros Navais a bordo do Marine Corps Base Quantico, Virgínia, e reportou treinamento de voo a bordo do NAS Pensacola, Flórida Após mais de dois anos de treinamento em voo na aeronave de treinamento de voo T-6B Texan II e na aeronave de treinamento avançado T-45C Goshawk, ela foi selecionada para ser a primeira fuzileira a voar com a variante C do F-35.

“Tem sido um longo processo para chegar onde estou hoje”, disse Stark. “Durante o meu tempo de treinamento em voo, conheci muitos pilotos da Marinha e da Marinha que compartilharam minha experiência. Cada um deles trabalhou duro para ganhar as Wings of Gold que conquistamos ”.



O F-35 Lightning II Joint Strike Fighter é um avião a jato avançado usado pela Marinha, Corpo de Fuzileiros Navais, Força Aérea e outros nove países. Atualmente, o Corpo de Fuzileiros Navais vem empregando o F-35B, que possui decolagens curtas e capacidade de decolagem vertical. O F-35C da Marinha tem maior alcance e capacidade de stealth, enquanto ainda é capaz de pousar em porta-aviões.

Two F-35C Lightning II aircraft from Naval Air Station Lemoore flown by Maj. Michael Fisher and Capt John Taliaferro from Strike Fighter Squadron (VFA) 125 “Rough Raiders” fly in formation over the Sierra Nevada Mountain Range after completing a training mission (NASL), Calif. VFA-125 & VFA-147 are both located at NASL, Calif. VFA-125 is the Fleet Replacement Squadron (FRS) for the F-35C Lightning II. VFA-147 is U.S. Navy’s first operational F-35C squadron and are attached to Carrier Air Wing (CVW) Two. (U.S. Navy photo by Lt. Cmdr. Darin Russell/Released)

A implementação do F-35C nos esquadrões da frota da Marine Corps expandirá enormemente suas capacidades missionárias. O F-35B traz consigo as capacidades para decolar e aterrissar na maioria dos aeródromos e o F-35C proporcionará maior alcance e maior capacidade de carga útil.

“O treinamento avançado de jato é muito exigente e nossos instrutores se orgulham de treinar futuros aviadores navais”, disse o diretor executivo da VT-21 Cmdr. Christopher Glandon. “Os aviadores da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais que completam este programa desenvolvem uma gama diversificada de habilidades para executar as múltiplas missões na Aviação Naval. Todos os que ganham as Wings of Gold estão preparados para continuar aprendendo as capacidades e táticas das respectivas comunidades de jatos da frota para as quais são selecionados. ”

Os “Argonauts” do esquadrão de caças Strike Fighter (VFA) 147 se tornaram o primeiro esquadrão operacional da frota F-35C da Marinha este ano. O Corpo de Fuzileiros Navais ainda não possui um esquadrão operacional F-35C, porém a seleção de Stark marca o início dessa integração.

Durante seu tempo na fase avançada de treinamento de voo, Stark obteve pontuações exemplares em eventos classificados como Manobras Básicas de Caça, Formações Táticas e Manobra Envolvida por Seção. Sua pontuação geral da Marinha Padrão através de treinamento de vôo a distinguiu entre seus pares.

“Estou animado para começar a treinar na minha aeronave de frota designada”, disse Stark. “Pilotar o F-35 tem sido um objetivo meu desde que comecei a treinar, mas não sabia que teria a oportunidade de pilotar o F-35C. É uma experiência humilhante e estou ansioso para aprender com os pilotos que já passaram tempo voando em uma aeronave tão avançada. ”

Stark está programada para começar seu treinamento com os “Rough Raiders” do Esquadrão de Substituição de Frota VFA-125 (FRS). O FRS leva os pilotos que concluíram recentemente o treinamento e os transicionam para suas aeronaves de frota designadas.

A CNATRA, com sede em Corpus Christi, treina os melhores profissionais de aviação de qualidade de combate do mundo, entregando-os no momento certo, nos números certos e com o custo certo para uma força naval que é onde importa, quando é importante.

Fonte: US Navy

Por 1º Tenente Marinho Pawel Puczko, Chefe de Assuntos Públicos de Treinamento Aéreo Naval

Facebook Comments


Compartilhe
Close