TERRORISTA DO ESTADO ISLÂMICO ELOGIA O ESTADO DE ISRAEL

Em uma matéria no mínimo surpreendente, a BBC entrevistou um terrorista do Daesh (Estado Islâmico) de nome, Sharif Daoud. No vídeo, Daoud que tem nacionalidade árabe-israelense, fez um desagravo ao Estado Judeu, chamando-o de democracia. Ironicamente, o terrorista fez parte de uma organização que praticou diversos crimes contra a humanidade, matando crianças, mulheres e perseguindo cristãos. Disse Daoud:

“Nós, árabes, vivemos juntos em Israel com os judeus. Não há injustiça. Somos tratados como os judeus”. Ainda segundo Daoud: “Israel não fez 1% do que Bashar al-Assad fez”.

Daoud parece desconhecer a polêmica “Le do Estado Nação” votada e aprovada pelo parlamento do país.

Ainda segundo o terrorista, Israel não estupra mulheres nem mata brutalmente seus próprios cidadãos. “Houve brigas e tudo mais, mas Israel não violou mulheres nem as despiu na TV, e não matou com tamanha barbaridade”.

Sendo um terrorista, Daoud não parece um bom advogado de defesa, ao contrário, acaba por reforçar a ideia de que Israel financiou com dinheiro e armas grupos terroristas de orientação sunita salafista wahabista, para tentar derrubar o presidente legalmente eleito, Bashar Al Assad do poder.

Leia também: APÓS ANOS DE ESPECULAÇÃO, O CHEFE DA IDF ADMITE QUE ISRAEL FORNECEU ARMAS AOS REBELDES SÍRIOS

ASSASSINATO BRUTAL DE JORNALISTA NA EMBAIXADA SAUDITA NA TURQUIA PROVOCA CONSTRANGIMENTO A GOVERNO DOS EUA

AO MESMO TEMPO QUE DISCURSA SOBRE O ATENTADO DE 11 DE SETEMBRO, TRUMP APOIA A AL-QAEDA NA SÍRIA E NO IÊMEM, AFIRMA CONGRESSISTA

ISRAEL ANDA PREOCUPADO COM A ARÁBIA SAUDITA… COM A SEGURANÇA DA ARÁBIA SAUDITA

Em julho de 2018, por exemplo, Israel reforçou a região ocupada das Colinas de Golã contra o avanço do Exército Árabe da Síria. É interessante notar no mapa da região (abaixo), que um enclave do Daesh (Estado Islâmico) (em preto) existia há pelo menos 4 anos, porém sem nunca ter sido incomodado por Israel e vice-versa. Em verde, vemos outra extensa área controlada pelo Exército Livre da Síria (FSA) e pelo Tahrir Al-Sham (Al-Qaeda da Síria), grupo que também quer criar um califado sunita na Síria.

Operação Basalto do Exército Árabe da Síria

Por Graan Barros

Você pode gostar...