CHINA TEM SUAS PRIMEIRAS MULHERES “TANQUISTAS”

Usuários de redes chinesas elogiaram as 10 primeiras mulheres que se colocaram no treinamento como operadoras do tanque mais avançado do país, chamando-as de Mulans, uma heroína lendária que se disfarça de guerreira no lugar de seu pai. 

O esquadrão começou a treinar no carro de combate Type 99A, há dois meses, na base de treinamento de Zhurihe, na região autônoma da Mongólia Interior, onde o clima é seco e poeirento e as temperaturas podem baixar para -40ºC, informou a China Central Television (CCTV). 

Cada uma das mulheres ganhou 10 quilos para melhorar a força física, informou a CCTV. 

O sol e as tempestades de areia transformaram sua aparência, mas Liu Shushan, um dos operadores que costumava ter cabelos compridos e pele clara, disse: “Agora me sinto bonita quando estou dirigindo o carro de combate rapidamente, com vento e areia soprando no meu rosto”. ” 

A operação de um carro de combate é muito legal, mas comer terra também é uma obrigação “, disse o operador de tanque Zheng Jingyue. ‘Depois de comer tanta areia no treinamento de cockpit aberto, eu não estou com fome’, ela disse com uma risada.  

Usuários da rede chineses elogiaram a coragem e força das mulheres, dizendo que elas são os “mulanos da época”.  

Mulan era uma guerreira lendária que fingia ser um homem para cumprir o serviço militar de seu pai e proteger seu país. 

Muitos internautas disseram que também estão ansiosos para vê-los em uma parada militar em outubro para marcar o 70º aniversário da fundação da República Popular da China. 

No entanto, analistas disseram que as operadoras femininas não poderão aparecer no desfile, já que vão estar ensaiando em uma base militar perto de Pequim, em vez de serem treinados no deserto das estepes. 

“Mas o público poderá ver outras mulheres soldados, como pilotos da equipe de acrobacia Bayi sobrevoando a Praça da Paz Celestial e se apresentando”, disse Li Daguang, professor da Universidade Nacional de Defesa do Exército de Libertação Popular (ELP). o Global Times. 

Fonte: Global Times

Por Zhang Han 

Você pode gostar...