TRIPULAÇÃO DO NAVIO JAPONÊS ATINGIDO NO GOLFO DE ORMUZ, DESMENTE US NAVY E AFIRMA QUE NÃO HOUVE ATAQUE COM MINAS

  • Yutaka Katada

O presidente da empresa proprietária do navio-tanque “Sangyo Kokuka”, avariado no Golfo de Ormuz, ontem, afirmou que depois de verificar informações prestadas pela tripulação do navio, acredita que o ataque não foi realizado com minas, como alega os Estados Unidos. Yutaka Katada afirmou que vários objetos aéreos foram vistos pela tripulação antes do impacto.

Entretanto, apesar das evidências, Donald Trump já bateu martelo e afirmou que essa foi uma ação da Guarda Revolucionária do Irã. No seu Twitter oficial, o presidente americano publicou um vídeo de seu Secretário de Estado Mike Pompeo incriminando o Irã e afirmou:



“É a avaliação do governo dos EUA que o Irã é responsável por ataques de hoje no Golfo de Omã….”

Leia também:

IRÃ, A MAIOR FORÇA DE MÍSSEIS DO GOLFO PÉRSICO
IRÃ ESTÁ CUMPRINDO ACORDO NUCLEAR, AFIRMA DIRETOR GERAL DA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA
IRÃ ATACA DAESH (ESTADO ISLÂMICO) COM MÍSSEIS BALÍSTICOS

A certeza americana está baseda em um vídeo da US Navy que mostra supostamente, uma embarcação iraniana recolhendo uma mina não detonada do navio-tanque “Kokuka Corageous”.

Por Graan Barros

Facebook Comments


Compartilhe
Close