JAPÃO NÃO FAZ MEDIAÇÃO ENTRE O IRÃ E OS EUA, AFIRMA DIPLOMACIA JAPONESA

TEERÃ (Tasnim) – O secretário de imprensa do Ministério das Relações Exteriores do Japão disse que seu país não está envolvido em uma “diplomacia ou mediação” entre o Irã e os EUA.

Enquanto o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, visitou o Irã e realizou uma reunião com o líder da Revolução Islâmica, Ayatollah Seyed Ali Khamenei, na quinta-feira, o secretário de imprensa do Ministério de Relações Exteriores do Japão informou aos repórteres sobre os objetivos e resultados da viagem.

Falando a jornalistas em Teerã na quinta-feira, Takeshi Osuga disse que o encontro do primeiro-ministro Abe com o aiatolá Khamenei foi realizado em uma atmosfera calorosa e durou 50 minutos.

Leia também:

IRÃ, A MAIOR FORÇA DE MÍSSEIS DO GOLFO PÉRSICO

IRÃ ESTÁ CUMPRINDO ACORDO NUCLEAR, AFIRMA DIRETOR GERAL DA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA

IRÃ LIBERA VÍDEOS DO UCAV “SHARED-129”, DESTRUÍNDO COMBOIOS DO DAESH (ESTADO ISLÂMICO)

O primeiro-ministro japonês deixou claro que ninguém quer um confronto militar e expressou preocupação com as atuais tensões, acrescentou.

Abe avalia positivamente que o Irã continua sua cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e espera que Teerã continue implementando o Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA), acrescentou Osuga.

De acordo com o secretário de imprensa, o primeiro-ministro Abe disse aos repórteres japoneses que ouviu do presidente dos EUA, Donald Trump, em uma reunião recente que Washington não quer ver uma escalada.

Abe disse aos repórteres japoneses na quinta-feira que ele teve várias trocas de opiniões com Trump e que ele contou ao aiatolá Khamenei sobre suas “opiniões” sobre as intenções de Trump, acrescentou Osuga.

O primeiro-ministro japonês também observou que o caminho para reduzir as tensões está repleto de dificuldades, mas continuará a envidar esforços, afirmou o secretário de imprensa.

Shinzo Abe disse que, embora possa haver sentimentos nacionais complexos em todos os lados, é importante que os principais líderes dos países compartilhem a intenção de aliviar as tensões, acrescentou Osuga.

“Não estamos fazendo diplomacia ou mediação, mas estamos fazendo esforços para a estabilidade da região. O Irã e o Japão têm muitas questões bilaterais em suas agendas”, concluiu o diplomata japonês.

Encabeçando uma delegação de alto escalão, o primeiro-ministro do Japão realizou uma reunião com o aiatolá Khamenei em Teerã na manhã de quinta-feira.

Abe chegou a Teerã na quarta-feira e se tornou o primeiro líder japonês a visitar o Irã em mais de quatro décadas.

Fonte: Tasnim

Você pode gostar...