EM 2011, ESTADOS UNIDOS TEVE UM OUTRO UAV ABATIDO APÓS VIOLAR ESPAÇO AÉREO DO IRÃ

RQ-170 “Sentinel”

Não é a primeira vez que os Estados Unidos tiveram um UAV, sigla em inglês para Veículo Aéreo Não-Tripulado, abatido pelo Irã. No dia 4 de dezembro de 2011, um RQ-170 “Sentinel”, uma aeronave de vigilância, como era o RQ-4 “Global Hawk”, foi abatido através de Guerra Eletrônica (EW) quando violou cerca de 250 km o espaço aéreo iraniano.

Na época, o Irã solicitou que a Organização das Nações Unidas (ONU), que era presidida por Ban Ki-moon, condenasse a violação, considerada pelo representante do país, chanceler Mohamad Khazaidi, como “descarada, provocativa e hostil”.

A violação do seu espaço aéreo, entretanto, não foi em todo negativa para o Irã, pois o RQ-170 foi resgatado praticamente sem avarias e pôde ser analisado pelos técnicos do país. Através de engenharia reversa foram desenvolvidos dois novos modelos, o Saegheh-2 e o Shahed 171 Simorgh.

Shahed 171 Simorgh

Ainda em dezembro, os Estados Unidos perderiam outro UAV, desta vez, abatido por membros do Talibã no Afeganistão.

Por Graan Barros

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.