CHINA ESTÁ FICANDO SEM NOMES DE CIDADES PARA BATIZAR NOVOS NAVIOS DE GUERRA

A China está ficando sem nomes de capitais provinciais para batizar novos destróieres, e pode ter que recorrer a outras grandes cidades domésticas, o que reflete o rápido desenvolvimento naval do país nos últimos anos, disseram especialistas militares.

No desfile marítimo de Qingdao, na província de Shandong, leste da China, no final de abril para celebrar o 70º aniversário da Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA), a Marinha do PLA confirmou que batizou seu primeiro destroyer Tipo 055 como Nanchang, capital da província de Jiangxi.

Um dos três outros destróieres do Tipo 055 terá o nome de Lhasa, a capital da Região Autônoma do Tibet do Sudoeste da China, segundo a Upolitics, uma conta pública do WeChat administrada pelo Beijing Youth Daily, informou.

Com outros nomes de capital provinciais sendo usados ​​por outros destroyers, a nomeação de Nanchang e Lhasa deixa apenas Nanning e Taipei disponíveis, de acordo com o infome.

O 13º e mais recente destroyer Tipo 052D da China é chamado Qiqihar e em breve será comissionado para a Marinha do PLA, informou o Hecheng Evening News, um jornal baseado em Qiqihar, publicado em abril. Qiqihar é uma cidade na província de Heilongjiang, no nordeste da China, e não é a capital.

Os destroyers (contratorpedeiros) e fragatas chineses devem receber o nome de grandes e médias cidades chinesas, de acordo com o regulamento de nomenclatura dos navios de guerra.

Isso significa que a nomeação de contratorpedeiros não precisa necessariamente usar capitais provinciais, já que era uma tradição não vinculante, disseram especialistas.

Alguns contratorpedeiros chineses foram nomeados em homenagem a grandes cidades que não as capitais provinciais, como o Shenzhen, um Tipo 051B.

Enquanto a China fica sem capitais provinciais para usar, mais exemplos como o de Shenzhen e Qiqihar serão usados, disse um especialista militar anônimo ao Global Times.

Li Daguang, professor da Universidade de Defesa Nacional do PLA, disse ao Global Times que a questão do nome reflete o rápido desenvolvimento da PLA Navy nos últimos anos.

Embora novos destroyers possam ter que usar nomes de grandes cidades além das capitais provinciais, os destróieres mais antigos que usam nomes de capitais provinciais podem ser desativados no futuro e seus nomes poderão ser usados ​​novamente em navios mais novos, disse Li.

Em termos do futuro desenvolvimento de destroyers chineses, a Upolitics informou que mais três destroyers Tipo 055 foram lançados e um total de oito está sendo planejado para o primeiro lote.

Mais destroyers Tipo 052D também podem estar a caminho, disseram analistas. O 14º e o mais recente Tipo 052D da China foi lançado em julho de 2018, informou a mídia.

É a primeira variante esticada que é supostamente quatro metros mais longa que o original Tipo 052D.

Título original: China running out of provincial capitals to call destroyers

FONTE: Global Times

Você pode gostar...