O CAÇA SU-57 DA RÚSSIA RECEBE REVESTIMENTO STEALTH AVANÇADO [NO CANOPY]

O Su-57 é um caça multirole de quinta geração projetado para destruir todos os tipos de alvos aéreos em alcances longos e curtos e atingir alvos terrestres e navais inimigos, superando suas capacidades de defesa aérea

MOSCOU /TASS/. Um novo material composto com propriedades melhoradas de absorção de ondas de radar foi usado para fabricar o canopy do mais avançado caça multifuncional Sukhoi Su-57 e também no bombardeiro estratégico de mísseis Tupolev Tu-160, informou a Rostec à TASS na sexta-feira.

O inovador revestimento de vidro foi desenvolvido por especialistas da Technologiya R&D Enterprise (parte do RT Chemcomposite Group da Rostec), com sede em Obninsk.

Ele duplica a absorção de ondas de radar e reduz em 30% a assinatura de radar do cockpit da aeronave. Atualmente, o revestimento é aplicado no canopy do T-50 (Su-57 desde agosto de 2017), Su-30, Su-34, Su-35, MiG-29K e Tu-160”, disse a Rostec.

O revestimento é feito de camadas de óxido de metal com 70-90 nm de espessura. Além de reduzir a visibilidade aos radares inimigos, ele protege o piloto durante o voo contra o impacto dos fatores ultravioleta, térmico e outros fatores negativos, destacou a Rostec.

O revestimento enfraquece o componente térmico da radiação solar em mais de três vezes, enquanto o índice de transmitância integral na faixa visível representa não menos que 65% e o impacto do componente ultravioleta cai em mais de 4-6 vezes”, disse a empresa de tecnologia.

Como disse anteriormente o Diretor Industrial do Cluster of Conventional Armament, Ammunition and Special,  Sergei Abramov, essa inovação não apresenta pontos fracos: sua aplicação ajuda a reduzir pela metade o peso da cobertura de vidro da cabine e aumenta a resistência a impactos e absorção de ondas de radar de 40 a 80%.

O Su-57 é um caça multifunção de quinta geração projetado para destruir todos os tipos de alvos aéreos em alcances longos e curtos e atingir alvos terrestres e navais inimigos, superando suas capacidades de defesa aérea.

O Su-57 voou pela primeira vez em 29 de janeiro de 2010. Em comparação com seus antecessores, o Su-57 combina as funções de um avião de ataque e caça, enquanto o uso de materiais compostos e tecnologias de inovação e configuração aerodinâmica asseguram o baixo nível de assinatura de radar e infravermelho.

O Tu-160 é o maior avião com asa de geometria variável e um dos aviões de combate mais poderosos do mundo. Em 2015, foi anunciada a decisão de reiniciar a produção do bombardeiro estratégico atualizado na Kazan Aircraft Enterprise.

Em 16 de novembro de 2017, o novo avião foi entregue da oficina de montagem final para a estação de testes de voo. Graças à sua atualização, a eficiência do bombardeiro Tu-160 deverá aumentar em 60%.

FONTE: TASS

Você pode gostar...