LIGA ÁRABE AMEAÇA RETALIAR, CASO BRASIL TRANSFIRA EMBAIXADA PARA JERUSALÉM

  • Abate Halal

Países Árabes são responsáveis por quase metade das exportações brasileiras

Segundo a Reuters a Liga Árabe irá retaliar o Brasil, através do comércio de carne bovina, caso o futuro governo Jair Bolsonaro mudar a embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém. Essa é uma tentativa do futuro governo brasileiro de alinhar o Brasil com a política dos EUA. Entretanto, nenhuma país acompanhou a posição americana até o momento.

A pressão foi feita através de carta enviada pelo secretário-geral da Liga, Ahmed Aboul Gheit, e entregue a equipe atual do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.



O teor da carta é bem claro e afirma que: “embora a decisão sobre onde localizar uma embaixada dependesse de qualquer país soberano, “a situação de Israel não é normal”. Pois [Israel] é um país que tem ocupado territórios palestinos à força – entre eles, Jerusalém Oriental”.

No próximo sábado, dia 22, os embaixadores dos 22 países árabes que formam a liga vão se reunir em Brasília com o futuro presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), Antonio Jorge Camardelli, 40% das exportações de carne bovina brasileira seguem para países árabes.

O abate é diferenciado e segue o “Halal” da lei islâmica

  • Uma auditoria avalia a planta do frigorífico e este laudo determina o recebimento ou não do certificado;
  • Um funcionário árabe deve inspecionar o processo de abate, que é diferenciado;
  • Ao realizar a degola, a parte da frente do animal deve estar direcionada à Meca (berço da religião islâmica), em sinal de agradecimento a Deus;
  • Na hora de abater o animal, deve-se pronunciar uma expressão que significa “Em nome de Deus”;
  • Durante todo o processo, não pode haver nenhuma contaminação com outras carnes que não seguiram o mesmo método;
  • Não pode haver o atordoamento do animal, o que gera dificuldades para a indústria, eleva os custos e torna o procedimento mais demorado.

Por Graan Barros

Facebook Comments


Compartilhe
Close