ROSTEC DESENVOLVE BOMBA ATI-SUBMARINA “ZAGON-2E”

A bomba aérea anti-submarina guiada Zagon-2E foi apresentada pela Techmash, que faz parte do conjunto de armas da State Corporation Rostec, no International Maritime Defense Show, em São Petersburgo que ocorreu de 28 de junho a 2 de julho. A bomba foi desenvolvida por especialistas do State Engineering Research Institute em Balashikha. A arma tem a habilidade única de deslizar acima da superfície da água por até quatro minutos. Atualmente, não há modelo similar no mundo.

A bomba aérea Zagon-2E é usada contra submarinos quando na profundidade do periscópio ou até 600 metros abaixo da superfície. A arma pesa 120 kg e tem 1,5 metros de comprimento desce num pára-quedas de um a aeronave antisubmarino – jatos Il-38 e Tu-142M ou helicópteros Ka-27 – e, enquanto se desloca acima da superfície da água por até quatro minutos utiliza seu sistema de orientação hidroacústica ativo para localizar alvos dentro de 450 metros. A bomba é três vezes mais eficaz do que os modelos de geração anterior – Zagon-1 – e seu custo de produção é três vezes menor.

A arma é silenciosa, não tem motor e carrega cerca de 35 kg de explosivos. Este montante é suficiente para perfurar o casco de qualquer submarino. A bomba também possui um mecanismo de autodestruição que se ativa se o alvo não for detectado dentro de um período de tempo especificado.

Sobre a Rostec

A Corporação Rostec foi fundada em 2007 para apoiar a pesquisa, o desenvolvimento, a fabricação e a exportação de produtos industriais de alta tecnologia para o uso civil e militar. É um conglomerado estatal da Federação da Rússia que detém aproximadamente 700 empresas, incluindo 11 holdings que formam o complexo militar-industrial e três grupos empresariais que atuam na indústria civil. Conta ainda com o controle direto de 80 companhias e marcas de renome mundial em seu portfólio, como a AVTOVAZ, KAMAZ, Consórcio Kalashnikov, Helicópteros da Rússia, VSMPO-AVISMA e Uralvagonzavod entre outras. A companhia está presente em 60 entidades constituintes da Rússia e exporta sua produção para mais de 70 nações. A receita da Rostec em 2016 foi superior a 1,266 trilhão de rublos, enquanto o lucro líquido consolidado totalizou 88 bilhões de rublos. O Ebitda atingiu 268 bilhões de rublos. De acordo com a estratégia da Rostec, a tarefa principal da companhia é garantir o domínio tecnológico da Rússia no mercado global de alta competitividade. Entre as metas-chave da empresa, destaque para a integração entre as novidades tecnológicas e a digitalização da economia da Rússia.

Fonte: Rostec

por e.mail

Você pode gostar...