RAYTHEON: “NAVAL STRIKE MISSILE” ESTÁ PRONTO PARA SER USADO

A Raytheon e Kongsberg informaram que o “Naval Strike Missile” está totalmente testado e operacional. O “Strike” poderá armar os navios de combate litorâneos e a futura fragata da marinha americana com um míssil de ataque ofensivo com alcance Além do horizonte, tornando realidade a visão da Marinha dos EUA.

O Naval Strike Missile é uma arma de ataque de precisão de longo alcance que pode encontrar e destruir navios inimigos a distâncias de até 100 milhas náuticas (185 Km). Com capacidade furtiva o míssil voa na altitude de sea skimming (próximo ao mar)tem capacidade de seguir a topografia do terreno ao usar um buscador avançado em condições desafiadoras.

Ele atende ou excede os requisitos do Over-the-horizont (Além do horizonte) da Marinha dos EUA para a sobrevivência contra ameaças de alto nível, letalidade. A concepção permite atualizações fáceis e capacidade de ataque de longo alcance. A arma foi demonstrada com sucesso no navio de combate do litoral da US Navy, USS Coronado, em 2014.

CARACTERÍSTICAS:

    • Emite sinais observáveis baixos para evitar a detecção por radares inimigos
    • acompanha o terreno
    • Realiza manobras evasivas para combater os sistemas de defesa mais capazes do mundo
    • Possui uma cabeça de guerra Fuze programável

A Raytheon constrói os lançadores para o Strike nos Estados Unidos e planeja alavancar sua extensa base de fornecimento para construir o míssil e outros componentes nos EUA também.

A produção deste míssil “Over-the-horizon” cria empregos para os americanos e continua a ser uma tradição de construção de sistemas de defesa de classe mundial com o nosso aliado de longa data, a Noruega. Representa uma parceria de classe mundial entre a Raytheon, a maior produtora de mísseis do mundo e Kongsberg, o principal fornecedor de sistemas de defesa da Noruega.

Fonte: Raytheon

texto adaptado

Você pode gostar...